31 de out de 2013

CLASSIFICADOS BANZEIROS

As melhores ofertas e oportunidades
 Como se pronuncia?
 Venda casada ou não
Para quem quer ir passear no shopping, sem levar o trambolho (Avenida Calama)
(Fotos JCarlos)

FRASE

"A árvore que dá os melhores frutos é a que recebe mais pedradas" Sabedoria popular, citada pelo colega Ricardo Marques, no sentido literal e não no figurado.

CAOS NO TRÂNSITO

Acabo de ler no Gente de Opinião que uma senhora, que foi atropelada na faixa de pedestres em frente a Escola Carmela Dutra, faleceu. Ela teria sido atropelada por uma motocicleta.
Na segunda-feira, ia para asuzina com o jornalista Carlos Henrique Ângelo, e, ao passar pelo local vimos o corpo da senhora no chão. Curiosos paravam para ver, alguém fotografava com celular, enquanto um gari a protegia do sol com um chapéu de abas largas. Vi tudo isso, pois o trânsito parou para que saciassem o prazer mórbido.
A cena não sai do meu pensamento. Só posso desejar que a alma desta senhora descanse em paz e que o miserável que a atropelou vá para as profundezas do inferno queimar e comer merda!
Desculpem.

CAOS URBANO

Em cidade onde não há lei, o cidadão faz justiça com as próprias mãos, no caso, cadeiras. Rua José Camacho com Salgado Filho (Foto JCarlos)

30 de out de 2013

CAUSA E CONSEQUÊNCIA

Encontrei com um peemedebista histórico e perguntei: - É verdade que o governador está bem nas pesquisas?
- Estava. Já derrubaram ele... O Pimentel foi dizer que era "o bom" e veio a traulitada.
Não sei se o meu amigo se referia à matéria exibida pela TV Candelária/Record, da repórter Marina Espíndola, mostrando que o Pronto Socorro João Paulo II está tão ruim como era no princípio do Governo Confúcio Moura.

CENAS DA CIDADE (COM REFORÇO)

 Levando o lanchinho dos ruminantes
 Peça dasuzina. Além dessa, mais duas de igual tamanho. Só Deus sabe quando chegarão ao destino
 Leseira da internt
 Parede do banheiro da cachaçaria Via Cristina - Beagá
Orelhão detonado. Rio Acima - MG (Fotos JCarlos, exceto internet)

UM CORPO QUE CAI

Ficou banal. O veiculo que se envolveu na batida com a motocicleta está fora da foto. A viatura está protegendo o acidentado (Foto JCarlos)

29 de out de 2013

FRASE

"(...) A esperança  [dos pacientes] é a construção do novo hospital de urgência e emergência de Porto Velho, que vai desafogar o pronto socorro... Depois vai ficar igual ao João Paulo II..." Jornalista Sérgio Mello, junto com Beni Andrade e Sérgio Pires comentavam as péssimas condições do Pronto Socorro João Paulo II, assunto que foi objeto de um ótima reportagem da TV Candelária/Record.

CENAS DA CIDADE

 Garça dasuzina premeditando peixe
 Alagações. Até onde a culpa é do prefeito?
 Rotina. A ironia é que tem uma ambulância envolvida no acidente
Acertou no "em domicílio" e errou na limpeza (Fotos JCarlos)

28 de out de 2013

ONDE AS PARALELAS SE ENCONTRAM

Tenho um compromisso daqui a pouco, mas o endereço é "Rua José Camacho com avenida Calama". O problema é que as duas vias são paralelas.

HEIN?

Minha oficina fica na Calama, 2963... não, 2973... não, 2953... Ah, sei lá! Quase esquina com Jorge Teixeira! (Foto JCarlos)

COINCIDÊNCIA?

Não é mera coincidência, é o mesmo paisagista... (Fotos JCarlos)
 Condomínio Garden Club
Jardim da Marcela

'TÍTU'

Considerado Yodon, quem lê uma matéria que tem esse título: Cristão milagrosamente escapa ileso a grave acidente na BR 364?

SUGISMUNDO ATACA OUTRA VEZ

Na semana passada, o Sugismundo jogou um estofado na rua. Hoje encontrei esta cena: tocaram fogo no estofado antigo e colocaram outro no mesmo lugar.
Tem Código de Postura, não? O local? Rua Miguel Ângelo, quase com Bandeirantes, no Parque Buritis - Escola de Polícia.

DIÁLOGOS INSÓLITOS

Minha colega Cristina estava brigando com o computador dela que não acessava a rede da empresa. Chamou o Carlos, da TI:
- Está dizendo aqui: "Servidor não localizado!"
Entrei na conversa:
- Hoje é dia do servidor público, É feriado!
Risadas gerais.

TREM BAGUNÇADO

O "feriado" em comemoração do Dia do Servidor Público foi adiado de hoje, 28, para sexta-feira, dia 1º de novembro. No entanto algumas escolas públicas não abriram.
O JP bateu a cara na porta ainda ouviu do vigia (que ainda resta) "Se vocês não sabem por que hoje é feriado, muito menos eu!"

27 de out de 2013

VENTANIA

Comíamos camarão e peixe na barraca "O Natali", na Barra do Cauípe, em Caucaia - CE. Por volta das 14 horas começou uma ventania tão forte, que tínhamos que levar o garfo à boca com uma mão e proteger a comida do vento com a outra. A Mar tirava a cabeça do camarão e colocava em um pratinho ao lado e o vento devolvia para o prato principal. Aliás, ela desistiu de comer farinha para que não fosse tudo para meus olhos, já que o vento soprava do lado dela.
Na foto abaixo, a Mar se protege para tomar sorvete, senão iria nevar na praia. (Foto JCarlos)

ECONOMIA DA MONTADORA

Ricardo Bianco guiando ao entardecer (Foto Marcela Ximenes)
Dirigindo pelas ruas de Fortaleza, o Ricardo Bianco e eu vimos que a grande maioria dos motoristas não avisam que vão mudar de pista, vão fazer alguma conversão ou parar. Como em Porto Velho.
Fizemos a seguinte piada:
Na montadora de veículos o supervisor, com a indefectível prancheta, chega perto de um carro na linha de montagem e checa para onde o carro será vendido:
- Este é para Fortaleza.
E diz para o mecânico:
- Não precisa instalar a alavanca de seta!
Passa para o próximo carro que está sendo montado.
- Vai para Porto Velho, também não precisa de alavanca de seta...
Economia para a multinacional.

26 de out de 2013

E POR FALAR EM PROFESSOR...

Estão querendo criar uma prova de avaliação para os professores do ensino básico. Ainda não tenho opinião formada sobre o assunto. Apenas faço o registro.

POR UM TRISCO

Ouvi na Jovem Pan, na manhã de hoje, que na cidade paulista de Caçapava, a festa em homenagem aos professores teve gogo boys e mulheres em gaiolas. O prefeito se defende dizendo que não foi gasto dinheiro público na festa.
Em Porto Velho, há alguns anos, quase aconteceu um desastre. A vocalista da banda contratada para animar a festa, no meio do show, começou a sentar no colo dos homens. Antes que a testosterona fizesse efeito, alguém jogou agua fria no fogo.
Seria mais um escândalo.

OPERAÇÕES HQ

Depois da "Operação Caverna do Dragão", a Polícia Civil lançou agora a operação "Irmãos Metralha". Quero ver quando lançam a "Operação Pateta"... (Ilustras Disney)

"VAMOS VER O QUE VEM"

Tive o prazer de receber o ex-governador José Bianco - entre outros - em visita àsuzina de Santo Antônio. Claro que perguntei por política e a participação dele, como apontam as especulações.
- O senhor será candidato a governador?
[Sorriu, passou a mão no bigode, como de hábito] - Vamos ver o que vem, o que vai acontecer...
- Se Cassol vai se candidatar...
- Também... Mas vem muita coisa aí.

E fim de papo, pois o homem esconde o jogo até a hora limite. (Foto Raduan Miguel)

MONUMENTO AO MOTOQUEIRO MORTO

O título desta postagem foi o primeiro pensamento que veio a minha mente quando vi essa  "decoração" na rua Alexandre Guimarães (Foto JCarlos)

NÃO BASTA SER PORCO, PRECISA SER NOJENTO

Um Sugismundo jogou um sofá no meio da rua e outro Porcolino jogou um animal (provavelmente um cachorro) morto dentro. Na foto não dá para ver a nuvem de moscas que estava sobrevoando o cadáver. (Foto JCarlos)
Atualizando: Em Belo Horizonte, os sujões vão pagar até 4 mil em multa.

25 de out de 2013

APELAÇÃO

Foi a Mar que me alertou. O Alto Madeira publicou a foto de um suicida, na capa, com destaque. Vocês não precisam disso.

SUGESTÃO DE LEITURA

Para muita gente que tem a memória curta, o artigo do jornalista e bruxo, Carlos Sperança, é essencial. Recomendo a leitura da coluna de hoje, intitulada "A Coisa Vem de Longe".

É GRANDE, NÃO?

Tive o prazer de receber um telefonema do meu amigo Luiz Gomes, secretário-executivo da Emater e ex-prefeito da progressista cidade de Nova União, a terra das cachoeiras. Ligou para pedir algumas informações, depois perguntou:
- Zé, uma curiosidade, quantos trabalhadores vocês tem na usina?
- Em torno de 14 mil pessoas.
- Éééégua! São duas Nova União!

UMA PERGUNTA NECESSÁRIA

Onde anda a comissão processante da Assembleia Legislativa de Rondônia, que analisaria o inquérito policial que apontou suposto envolvimento de deputados com uma organização criminosa?
Enquanto isso, na Câmara de Vereadores, entre uma audiência pública e outra, vai ficando esquecido que vereadores foram presos ou denunciados na "Operação Apocalipse".

ABESTADA

Indo à padaria hoje cedo, fiquei esperando a chance de entrar na avenida Amazonas. Estava dando sinal das minhas intenções com a seta e com os faróis acesos. Quando houve uma brecha segura, engatei e acelerei o carro. Uma abestada que vinha em uma moto, ao ver a minha manobra acelerou e começou a buzinar.
É por isso que acontecem centenas de acidentes com motociclistas. Eles usam mais a buzina que o freio ou que o bom senso.

24 de out de 2013

BOA IDEIA

Não sei qual agência fez o reclame para o Detran-RO, sobre o uso do celular ao dirigir. Ficou muito bom. Desta vez acertaram na mão. (Reprodução JCarlos)

23 de out de 2013

IA FICAR ESTRANHO

A maioria dos estádios de futebol são apelidados com o aumentativo do nome daquele que é homenageado  dando o nome ao local. São poucas exceções, como Maracanã e Mané Garrincha, por exemplo.
A regra é Castelão, Mineirão (o nome do estádio, Governador Magalhães Pinto, justifica terem optado por Mineirão), Cassolão (Rolim de Moura) Biancão (Ji-Paraná), Tonicão (Rio Branco), entre outros.
Há pouco li que a prefeitura de Cacaulândia, atendendo recomendação do Ministério Público trocou o nome do estádio municipal que era "Adelino Angêlo Follador". Será por causa do apelido que ia ficar "Foladozão", que soa estranho?

18 de out de 2013

ACIDENTE ESQUISITO

Este foi na saída de Fortaleza, rumo a Aracati. Não entendi como o cara conseguiu fazer isso. (Foto JCarlos)

SER JORNALISTA

Quero compartilhar com os seis leitores do blog o texto abaixo, da jornalista Larissa Tezzari. É muito bom e vale a pena ler.

"Sou filha de dois professores. Meus pais são paulistas, mas migraram para Rondônia na década de 1980, época em que o Estado sofreu seu boom populacional, recebendo pessoas de diversos locais do Brasil. Por conta disso, Rondônia é hoje uma mistura de culturas, falares e costumes. Eu faço parte então, de uma geração de rondonienses, filhos dos pioneiros que ajudaram a construir esse Estado recente, e assim, sou também um pedaço dessa mistura brasileira.

Uso o “tu” e o “você”, gosto de chimarrão, acarajé e de uma boa cuia de tacacá. Gosto de macaxeira, mas posso chamar de mandioca. Dirigindo pela cidade, já parei no sinal, no semáforo, no farol e no sinaleiro. Durante a época de festas juninas adoro comer mungunzá, e descobrir que muitos o chamam de canjica (o que geralmente causa uma confusão!).

Em meio a tantas misturas, sempre gostei de parar, sentar e ouvir a história dessas pessoas. Histórias de vinda e de vida. Tenho certeza que foi aí que o jornalismo começou a fazer parte da minha vida.
Penso que o jornalismo é contar histórias. De uma pessoa, de um lugar, de um acontecimento. E desde que o mundo é mundo, as histórias nos fazem conhecer o novo, refletir sobre um fato, descobrir o inusitado, redescobrir algo do passado, se colocar no lugar do outro... O jornalismo, ou o “contar histórias”, é utilidade pública.

Descobri o que gostava, o que amava, o que queria “fazer da vida”. Mas as dúvidas vieram juntas. Será que eu devo? Será que é o melhor?

Dentro de um histórico familiar humilde em sua raiz, com a presença de situações de extremas privações, quem recebe mais e melhor formação, mais e melhores oportunidades de aprendizado, tende a ser mais cobrado. Todas as minhas dúvidas na escolha da carreira existiram principalmente pelo medo de desagradar e de decepcionar àqueles que eu mais queria deixar orgulhosos. Mas foi dentro de casa também que aprendi que deveria viver a minha vida e não a vida que queriam para mim (palavras da minha mãe).

As escolhas foram feitas. Os caminhos foram duros, mas divertidos. E é inexplicável a sensação de ter o “canudo mágico” na mão. Lembro de ter me perguntado: “será que agora tenho super poderes?”, “será que agora posso mudar o mundo?”

O mundo que estava (e ainda está) dentro de Rondônia, passou a ser pequeno. É a hora de descobrir o restante dele.  As misturas, culturas e falares, formaram a pessoa que sou hoje. Viajei milhas sem sair do lugar. Agora, estou pronta para uma nova etapa.

De acordo com uma lenda da minha região, quem bebe a água do rio Madeira, rio que banha Porto Velho, sempre volta. E eu voltarei sempre. Mas, mais que isso, levarei comigo toda a sabedoria e as histórias contadas pelos meus companheiros do Norte, os responsáveis por uma das mais lindas tramas do nosso país.

Espero absorver todo o conhecimento e as novas experiências que vêm pela frente, porque, no final das contas, acredito que o que vale mesmo são as viagens que a vida nos proporciona, com tudo que elas podem nos ofertar. As bagagens estão prontas e, por mim, podemos partir imediatamente."

HOMENAGEM

Hoje, 18 de outubro é Dia do Médico, cumprimento aos profissionais e, especialmente, ao meu amigo Samuel Castiel. Forte abraço.

CATA-VENTO

Encontrei os moinhos de vento narrados por Cervantes, só que mais "mudernos", agora como asuzina de D. Quixote, em Mucuripe, Fortaleza. (foto JCarlos)

11 de out de 2013

KIT DE SOBREVIVÊNCIA NO ESCURO

A Mar montou este kit® para enfrentar os apagões cerônicos, cada vez mais frequentes em nosso bairro. (Foto JCarlos)

CENAS DA CIDADE

 Solução de engenharia original: A calha deságua exatamente em cima do portão...  
(Foto JCarlos)
 Reclames
 Aterro não sanitário
Ô povinho sujismundo! (Foto Marcela Ximenes)

FESTA DA PADROEIRA SEM PADROEIRA

Matéria da TV Rondônia, exibida ontem, no Jornal de Rondônia, sobre o conjunto habitacional que está sendo construído para os moradores da Balsa, na cabeceira da ponte, teve uma entrevista estranha.
Foi mostrada a Igreja de N. S. Aparecida, que será demolida. A entrevistada, organizadora da "última" festa a ser realizada na igreja, informa a programação destacando: "No sábado, dia 12, dia das crianças, nós começamos com a missa (...)". Não seria mais catolicamente correto dizer: "No sábado, dia 12, dia de nossa padroeira, Nossa Senhora Aparecida?"

À LUZ DO DIA

A rua é tranquila. Por volta das 16 horas, não se via nem cachorro fora de casa, quando um carro de vidros escuros passou lentamente. Chamou atenção pelo barulho do motor. O motorista foi até a extremidade da rua e retornou parando em frente a uma casa. O passageiro desceu, atravessou a rua e começou a mexer no portão, o motorista ficou dentro do veículo com o motor funcionando.
A vizinha viu da janela da cozinha e saiu até o seu próprio portão e perguntou: "Moço, o senhor está procurando alguém?"
Vendo que era uma tentativa de furto, tentou ligar para o dono da casa que não atendeu. Ligou para o marido contando o que acontecia e pediu para ligar para o outro vizinho, que talvez estivesse em casa. Tentou ligar para a polícia e foi atendida tão rápido, que esqueceu o número da própria casa para dar como referência.
O homem que arrombou o portão saiu tranquilamente com alguns objetos de dentro da casa embarcou e o carro partiu lentamente, parando na quadra seguinte. Em seguida, chegou o vizinho e foi informado que o carro dos "supostos suspeitos" estava mais à frente e que a polícia já estava vindo. O furtado entrou em seu carro e foi até a esquina  esperar a polícia e seguir os supostos ladrões, se fosse o caso. A viatura entra na rua, passa pelo carro dos bandidos e só vem parar perto do vizinho que fazia sinas apontando para o veículo dos ladrões, que desaparecia na esquina.
Iniciou-se uma caçada nos bairros próximos e, logo, o carro foi localizado, abandonado e ainda com os pertences furtados. Os meliantes já haviam se homiziado. A vizinha que deu o serviço aos hómi, agora está preocupada com uma possível vingança.
História baseada, infelizmente, em fatos reais ocorridos na terça-feira.

10 de out de 2013

9 de out de 2013

CENA DO BERADÃO

Vila São Sebastião - Margem esquerda do rio Madeira
(Foto Alexsandro Araújo, via Facebook)

UM SENHOR TÍTULO

Assessoria inova e envia rilisi com título e lead numa coisa só:

Polícia Civil de Rolim de Moura identifica supostos autores de furtos ocorridos no Cartório de Registro Civil e na Secretaria Municipal de Ação Social daquela cidade e recupera computadores

CLASSIFICADOS BANZEIROS

Só a decoração deixa a desejar... (Foto JCarlos)

SURPRESAS DIÁRIAS

Nas nossas caminhadas matinais vamos nos surpreendendo com o que encontramos no caminho: arquiteturas variadas, bandos de cães vagando atrás de cadelas, gatos caçando ou preguiçando ao sol e passarinhos de todos os tipos.
Há alguns dias vimos várias galinhas da Angola sobre o muro de uma casa. Ao aproximarmos para fotografar elas sumiram. De outra vez havia quatro galinhas - uma branca - mas estávamos sem câmera...
Hoje a Mar logrou êxito e consegui a fotografia das danadas.


(Fotos Marcela Ximenes)

8 de out de 2013

CENAS DA CIDADE

 Madeirão. Nunca me canso de olhar e fotografar.

 'Praca' poliglota (Foto Marcela Ximenes)
 Em toda manifestação sempre tem um picolezeiro. Esta na prefeitura, semana passada
  
Cortar ou preservar? (Fotos JCarlos)

6 de out de 2013

5 de out de 2013

PESAR

Lamento a morte do Sérgio Lemos, irmão do meu amigo Chico Lemos. Não liguei o nome à pessoa e, só agora, no Papo de Redação, fico sabendo quem era.
Que Deus abençoe a família. (Não sei quem fez a foto. Foi no dia da eleição passada)

FORROZEIRO

Vou publicando, aos poucos, as fotos da viagem a Minas. Aqui, o parque Inhotim.

 Esta escultura é dos artistas John Ahearn e Rigoberto Torres. O seu Menino chama-se Moreti e é forrozeiro juramentado.


Estas "esculturas" naturais, são de Pequi Vinagre, recolhidos na natureza e que o artista (o nome me fugiu) "assina".
Dona Nilta descansa em uma destas obras da natureza. (Fotos JCarlos)