30 de abr de 2010

BIBLIOTECAS EM RO

Censo do Ministério da Cultura atestou que 75% dos municípios de Rondônia tem uma biblioteca pública municipal. Segundo o 1º Censo Nacional de Bibliotecas Públicas Municipais, isso equivale a 39 municípios com uma biblioteca. Diz também que o índice de bibliotecas municipais em Rondônia (2,59) por cada grupo de 100 mil habitantes é maior do que o da região Norte (2,01).
Um dado do censo demonstra a realidade da biblioteca municipal de Porto Velho, a Francisco Meireles, em Rondônia os leitores vão às bibliotecas não por lazer, mas para fazer pesquisas escolares. A média nacional é 65% e de Rondônia 77%.
O estado também supera a média regional no quesito empréstimo. Aqui, segundo o censo, é de 121,5 exemplares por mês, em toda a região é de 90, a nacional é de 296 livros por mês.
Após tanto tempo de campanhas pró-leitura, finalmente resolveram ver se há como os cidadãos ter acesso aos livros. Já é alguma coisa, acho.

PARA A POSTERIDADE


Garoto registra descerramento da placa de reinauguração da Escola Manuel Aparício Nunes de Almeida, no Cidade Nova. (Foto Quintela/Condecom)

AINDA RESTA ESPERANÇA - 2

Algumas coisas que observei na agência Madeira-Mamoré, da CEF. Equipamento "altamente internacional", como diria o Jessier Quirino. As senhas, que era manuscritas em pedacinhos de papel, foram substituidas por equipamentos modernos. Havia dez box para os caixas e os dez ocupados e funcionando. O funcionário que "cantava" o número da senha da vez ao microfone, foi substituido por um monitor grande, onde a visualização é fácil. Os sinais sonoros quando a senha a chamada são diferentes para o atendimento comum e para o prioritário. Show de bola.
Mas vi também o golpe da criança. A mulher chegou com uma menininha no colo, pegou senha para atendimento prioritário, foi atendida e ainda, na frente do caixa, desceu a menina e a levou pela mão.

AINDA RESTA ESPERANÇA

Sofro por antecipação quando tenho que ir a um banco - trabalho com os mais difíceis, BB e CEF. Hoje não foi diferente. Ao pedir a senha falei para o que era e a atendente entregou o papel com o número 161. Estavam chamando o número 57. Armei-me de resignação (não tenho paciência) e, para passar o tempo, fui ler os emeios no telefone. Li todos os 47, limpei a caixa de entrada, logo depois fui chamado.
- Quero pegar o meu cartão.
- Não é no caixa que o senhor pega o cartão...
(Ai, ai...) - A atendente foi quem me deu a senha.
- Em respeito ao tempo que o senhor esperou na fila, vou pedir ao meu colega para atender o senhor. Por favor me acompanhe.
(!!!)
No outro setor o funcionário parou o que estava fazendo e procurou o envelope com o meu nome, pediu para que eu conferisse, desbloqueou a senha e ainda pediu desculpas.
Alguma coisa de boa está acontecendo.

QUEM NÃO FOI, PERDEU

Vander Lee. (Foto JCarlos)

29 de abr de 2010

DICA DE BLOG

O Banzeiros indica o blog "Turismo e Meio Ambiente", do jornalista Senildo Melo, repórter da TV Aldeia, de Rio Branco - AC, a quem tive o prazer de receber no ano passado para visitar 'asuzina" de Santo Antônio. Faça uma visita, você vai gostar.

MAIS UMA


O Bico-de-Brasa insinua que a secretária de Regularização Fundiária e Habitação da Prefeitura de Porto Velho, Seymara Gomes Moret, pediu o boné.
Ela subistitui a Fernanda Kopanakis, que saiu há pouco mais de um mês, mas não aguentou a pressão.

PENSANDO NAQUILO

Em um dia a Anvisa tira de circulação um remédio que prometia "espichar" o bilau. No outro, o governo quebra a patente do Viagra e autoriza o lançamento do genérico.
Enquanto isso, a gripe suína, a aids, o câncer, a tuberculose continuam matando...

28 de abr de 2010

BANZEIROS APOIA

Apoio esta campanha contra a poluição sonora, por ser vítima dela, seja em casa (vizinhos pagodeiros), seja no trabalho (povo que fala alto). Mais detalhes no saite www.acustica.org.br/inad2010.

OLHA A COINCIDÊNCIA

IMPRESSIONÁVEL

A mulher que me antecedia na fila para a vacina conta a gripe suína já estava sofrendo antes da hora, dizendo morrer de medo de injeção. Ela entrou e fiquei ao lado da porta da sala de vacinação, quando ouvi um grito agudo. Instantes depois ela saiu se abanando. Entrei e esperei a picada fatal. O enfermeiro pegou no meu braço e perguntou:
- O senhor pode relaxar, a injeção não dói.
- E o grito que a mulher deu?
Ele apenas riu. Não gritei, nem desmaiei.

27 de abr de 2010

'PRACA'

Alguém que não quer asuzina. Foto do Cléris Muniz, na Vila de Teotônio.

CONHECENDO PORTO VELHO

Este é um dos vitrais que enfeitam o prédio da Administração da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, também conhecido como "Prédio do Relógio". No local funciona hoje a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer do governo. (Foto JCarlos)

EQUILÍBRIO PRECÁRIO

Este pai gosta dos filhos?


(Fotos JCarlos)

SEM LEGENDA

(Foto Mar)

CRUZEIRO, DE NOVO?

Eu não sabia que o Real estava tão ruim das pernas assim. O fotógrafo Cléris Muniz, da Agência Imagem News, entrou no túnel do tempo e encontrou estas "preciosidades" em um mini mercado na Rua Joaquim Nabuco, no centro de Porto Velho.

FILOSOFANDO


Ao ver a manchete do Alto Madeira de domingo, fiquei pensando. A desarmonia entre Poderes no governo Cassol não foi Executivo contra Legislativo e Judiciário, mas entre o Poder Executivo Estadual e o Poder Executivo Municipal. O de Porto Velho foi um deles.

FRASE

"Qualquer autor atual que não passou por Kafka pode ser contemporâneo, mas não é atual". Professor Modesto Carone, escritor e tradutor de Franz Kafka, no prográma "Tertúlia", no Sesc TV, que sintonizei quando o programa entrava no ar. O nome "Tertúlia" me atraiu e fiquei mais contente quando vi o tema que iam tratar.

CONFORTO

O "Expresso Beiço" tem mais conforto que alguns coletivos da cidade. (Foto JCarlos)

E O DEDÃO? VIROU ÍCONE

Recebi hoje, encartado n'O Estadão do Norte, um caderninho contendo a relação das obras incluidas no "pacotão do Cahulla", que foi lançado sexta-feira. Na capa, o "dedão", que ficou famoso nos últimos três ou quatro anos.
(Foto Decom)

PARA QUE SERVEM AS AUDIÊNCIAS PÚBLICAS?

Vejo todos os dias na Imprensa tupiniquim e na nossa Imprensa caripuna que são realizadas audiências públicas promovidas pelos senadores, deputados federais, estaduais e vereadores. Participei de inúmeras - a última no sábado - e sempre saí com um sentimento de tempo perdido. O resultado das audiências públicas, geralmente, se resume ao rilise distribuido pelas assessorias.
Há excessões. As do Ibama que resultaram, dois anos depois, na licença para construção dasuzina e aquela, extremamente importante, que voltou a comemoração da "data magna" do Estado para o dia 4 de janeiro.

UM REMÉDIO PARA TUDO

O ministro José Gomes Temporão, da Saúde, ao receitar a prática do sexo para "calibrar'" a pressão arterial ganhou as manchetes e ocupou os noticiários de todos os veículos de comunicação, além de alegrar os homens.
Temporão agora faz companhia à ex-ministra Marta Suplicy, que sugeriu o famoso "relaxa e goza", na crise dos controladores de vôo e do ex-presidente Figueiredo, que disse para que os pobres não fizessem sexo para não aumentar a pobreza.
Enfim, eles só pensam naquilo!

26 de abr de 2010

DICA DE EVENTO

Dica do Fred Perillo: Dia 29, quinta-feira, 19 horas, o segundo "Sempre um Papo" de 2010, com o cantor belorizontino Vander Lee, no Audicine do Sesc Esplanada, com entrada franca. Na sequência, show no Teatro Um.
Eu assisti recentemente uma apresentação do Vander Lee no programa Senhor Brasil, pareceu ser um cara muito simpático. Ele nasceu em um bairro barra pesada em Belzonte e é mais uma prova que o meio não faz, necessariamente, o homem.
O projeto Sempre um Papo tem o patrocínio da Prefeitura de Porto Velho, Universidade Metodista, Livraria Exclusiva e Boné Tintas, com apoio cultural do Aquarius Selva Hotel.
Atualizando: O "Sempre um Papo" é 0800, mas o show tem que pagar.

25 de abr de 2010

O QUE CARREGAR NA MOTO

Já disse aqui e repito: Motocicleta é uma praga em Porto Velho e em qualquer lugar do mundo. Aqui, pior, porque os pilotos, em sua grande maioria, são mal educados e imprudentes.
Nas fotos abaixo feitas pela Mar e por mim, nas ruas da cidade, uma amostra da diversidade no uso do veículo.
(Fotos Mar e JCarlos)

HELP DESK

Minha colega chama o pessoal da informática, que aqui são conhecidos por "TIs".
- Não estou conseguindo acessar o Portal.
- Acesse o portal... Apareceu a caixa para você logar?
- Apareceu.
- Então escreva o nome que você usa no emeio e coloque sua senha...
- Coloquei, mas deu erro...
- O que está escrito?
- "Acesso negado".
Aí o informático resolveu ir até o computador da reclamante e pediu para ela repetir tudo. Quando ele viu o que estava escrito, caiu na gargalhada. Tava lá:
Username: fulana@odebrexi
Assim não vai mesmo.

CASSOL - 2

Há dias contei da minha participação na inauguração do asfalto da BR-317, a Rodovia do Pacífico. Nesta viagem fomos, o Miguel de Souza e eu, de carona no avião que atendia ao então governador eleito de Rondônia, Ivo Cassol, ele estava acompanhado do atual secretário de Segurança, Evilásio Sena. Fizemos uma escala em Rio Branco-AC para nos credenciarmos junto à segurança do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.
Embarcamos novamente, e o piloto pediu autorização para decolar rumo a Assis Brasil, na fronteira do Brasil com o Peru e com a Bolívia.
- Permissão negada, disse o controlador de tráfego aéreo. "O espaço aéreo está fechado para aproximação da aeronave presidencial".
Isso é o procedimento normal.
- O que está acontecendo? Perguntou o Cassol.
- Temos que esperar o avião do presidente aterrissar...
- Fale com eles lá [controladores de vôo] que quem tá aqui é o governador eleito de RRRRRRondônia...
Continuamos em solo.

CASSOL

Ontem li na Folha de Rondônia uma notinha dizendo que o ex-governador Ivo Cassol está retido na China junto com a missão de empresários, por conta da nuvem de fumaça expelida por aquele vulcão cujo nome é impronunciável. Segundo a nota, Ivo teria telefonado para o diretor do DER para mandar umas máquinas à Islândia e tampar a cratera do vulcão.
Claro que é brincadeira.

HEIN?

Sempre deixo a tv ou o rádio ligados ao meu lado, sem prestar muito atenção ao que falam, tendo o som como companhia. Agora mesmo está passando um programa na Record News, um rodeio no interior do Mato Grosso, em que o comentariasta disse que peão que montava o touro "dispoiou" a mão da rédea, quando viu que tinha passados os oito segundos de montaria.
Taí, gostei.

ENQUANTO ISSO

Enquanto o pessoal da Secretaria não aparece, os moradores fazem justiça com as próprias mãos e jogam entulho nos buracos da Avenida Sete de Setembro.

Estes entulhos são ótimos para furar os pneus dos carros. (Fotos JCarlos)
Atualizando: Estas fotos foram feitas 8hs30 de hoje. A Mar passou pelo local agorinha e disse que aos cacos de telha e de caixa d'água, o Porquildo jogou latas velhas, cerâmicas e lixo no meio da rua. Socorro, Jair Ramires!!

24 de abr de 2010

COMPARANDO $ALÁRIO$

O Fábio Ximenes fez o que os jornais, os saites, as tevês, as rádias e até, repito, até o Sintero deveriam ter feito. Ele compara os salários oferecidos em vários concursos que estão acontecendo no Estado com aquele recebido por um professor. Fábio tem embasamento para comentar.

'PRACAS'

Contribuições do Emerson Castro para este Banzeiros.
 
Não sei se ele e a Binha arriscaram no 'Tiro Lase", seja lá o que for isso...
Aqui, o Emerson esperava para ajudar na "atravecia" bovina. (Fotos Binha e Emerson)

DEU NO TUTTY VASQUES

Vida pública - Os escândalos de pedofilia acabam afastando os católicos de outros temas importantes da atualidade.
Por exemplo:
A Igreja no Brasil é a favor ou contra o aborto da candidatura Ciro Gomes?

CPI DASUZINA NO MUTUM

Sem novidades, me liguei nas cenas ao meu redor. (Fotos JCarlos)
Wanama Kaxarari
Cafuné no pai, cacique Ari Kaxarari
Cantoria pedindo aos deuses equilíbrio e paz na audiência. Não houve uma coisa nem outra

Bordunas ou tacapes, arcos e flexas e até tacos de beisebol...

Não era só eu quem estava distraído...
 
Calor nas discussões e no ambiente
Os índios Kaxarari moram entre Rondônia e Amazonas, estão a 10 quilômetros do reservatório da UHE Jirau

SINCERIDADE

Na matéria sobre a posse do Guilherme Erse na Casa Civil, o redator comentou "O primeiro passo para a consolidação dessa harmonia [entre Executivo e Legislativo] entre parlamentares foi a liberação de R$ 1 milhão de emendas para cada um dos 24 deputados. (...)" Estadão do Norte, edição de hoje, 24.

23 de abr de 2010

COM ÁLCOOL

A justiça gaúcha está a analisando um processo contra a cerveja Kronenbier, que se anunciava não conter álcool em sua composição. O assunto vem se arrastando desde 2002 e está longe de ser concluído.

DE LIVROS & PROMOÇÕES

A dica é do Fred Perillo. De hoje até o dia 5 de maio, a Livraria Exclusiva está dando descontos de 10 a 20% nas compras  acima de dois livros, em comemoração ao Dia Mundial do Livro.
Vamos lá.

ELEIÇÕES 2010

O Ministério Público Eleitoral já começou a pegar no pé de quem queimou a largada e saiu em campanha política antes da hora.
Os procuradores vão ter trabalho duro. O que tem de neguinho na estrada, não é brincadeira.

22 de abr de 2010

SEM RESSURREIÇÃO

O Fábio é meio doido, quem nem o Zécarlos, e insiste em assistir programa policial. Depois fica reclamando das maravilhas que ouve.

21 de abr de 2010

CURVA MOLHADA


Indo no sentido Unir, o Resgate do Corpo de Bombeiros deslizou e deu o que mostra a foto. Do lado oposto da pista duas camionetes colididas. A fome era maior do que a vontade de registrar o 'sinistro' e seguimos para a galinha caipira. (Foto: JCarlos)

PORTUGUÊS SEM PHOTOSHOP

Na Época desta semana tem uma matéria sobre o "modo brasileiro de falar". Em entrevista, o linguista Ataliba T. de Castilho diz que com sua Nova Gramática do Português Brasileiro quer "mostrar como a lingua é, com suas variedades. É a língua sem o Photoshop, que se distancia da norma padrão".
O título da reportagem é bem sugestivo: "Menas, por favor!".
Tremei, professor Pasquale!

GOVERNANÇA

O governador João Cahulla está arriscando o seu mandato. Até agora não indicou os titulares do primeiro escalão que são fundamentais para o Estado. O chefe da Casa Civil, por exemplo. O ex, Odacir Soares mudou a data da comemoração do aniversário do Estado; o ex-sub-chefe da Casa Civil, Nilton Capixaba, "terminou" a construção do hospital regional de Cacoal; a ex-secretária de Assuntos Estratégicos, Jaqueline Cassol...
Bem, deixa prá lá. O governador é o Cahulla mesmo, eu não tenho que dar palpites...

21 DE ABRIL

Não foi só porque consegui dormir até as 11 horas que gosto deste dia. Sou fã de Tiradentes e de Brasília. Em Brasília morei durante um ano, não me adaptei por razões de saúde, mas adorei a cidade; vi de perto a obra de Oscar Niemeyer, Lúcio Costa, Burle Marx e Athos Bulcão. A Brasília da crônica política não é a Brasília real.
Tiradentes, à sua maneira, queria que o Brasil fosse independente de Portugal. Morreu pelos outros, que tinham mais dinheiro e prestígio. Já tentaram diminuir a importância dele, dizendo que era um falastrão, mas não conseguiram.
Enfim, um feriado "tudo a ver".

20 de abr de 2010

E FALANDO NISSO...

A Eletrobrás Distribuidora Rondônia, também conhecida pela alcunha de Ceron, distribuiu comunicado à Imprensa, sobre o breu da noite passada, alegando que houve problemas na subestação Alphaville e que a energia foi restabelecida às 23hs51.
Por volta das 4hs da manhã a Mar ligou para o callcenter (protocolo 1031049), para reclamar da falta de energia e o atendente informou que ainda havia problemas na Alimentadora 2 e não havia previsão de regularização. Vou seguir a sugestão de Fred Perillo e ligar direto para a Aneel.
Quem não tem competência que não se estabeleça.

BELO MONTE

Quase que o leilão não acontece de novo. A liminar chegou às 13hs30 e o leilão acabou três minutos antes. O consórcio liderado pela Chesf e Construtora Queiróz Galvão venceu, oferecendo energia a R$ 78,00 (na verdade 77,97) o megawatt/hora.
Agora vai ser outra luta para conseguir a Licença de Instalação.

19 de abr de 2010

É TODO DIA

Elivar com o coordenador Ricardo. (Foto JCarlos)
Temos o prazer de trabalhar com o Elivar Karitiana, 26 anos, aluno do curso de Engenharia Florestal na Faro. Ele faz estágio na Gerencia de Sustentabilidade. Morando em Porto Velho há sete anos, Pyjewydna, seu nome original, cursou o Ensino Fundamental na aldeia, onde as aulas eram dadas em Português e no idioma caritiana. O Ensino Médio, em módulos, foi feito no Colégio Castelo Branco.

Ele disse que nunca sofreu de preconceitos por parte dos colegas de escola, a dificuldade que enfrenta é com as matérias. Perguntei como ele se sente trabalhando em uma empresa que constrói uma barragem no Rio Madeira. Tranquilo, respondeu, como todas as coisas tem o lado positivo e o negativo. "O positivo é a geração de empregos e a melhoria das condições financeiras. A negativa é o impacto ambiental".
Elivar disse que não acredita que os índios voltarão a viver como antigamente, mas destacou que os caritianas se preocupam em ensinar às crianças as tradições, costumes e idioma da etinia. "Hoje nos preocupamos mais com a educação dos nossos filhos, com a alimentação, com as vestimentas das mulheres, em estudar, coisas que antigamente não acontecia. Não dá mais para o índio viver de caça, de pesca".
Um grande abraço, Elivar. Todos os dias.

MÍDIAS "SOCIAIS"

Na palestra na qual estive sexta-feira na Uniron, para alunos do curso de Comunicação, uma das participantes perguntou sobre as novas mídias sociais - Twitter, Facebook e blogs - como novas ferramentas de comunicação. Por coincidência, o jornal Brasil Econômico traz hoje em sua manchete principal o bate-boca entre Dilma e Serra pelo Twitter.

SUICIDARAM-SE

O assassino confesso dos seis jovens de Luziânia (GO), Ademar Jesus da Silva, foi "suicidado" ontem, na cela da delegacia em que estava preso. A polícia vai investigar. Que o Inferno seja morno para ele.

QUEM DERA...

A frase citada, do prefeito Roberto Sobrinho, fazia referência à audiência pública que aconteceu há alguns dias em Machadinho do Oeste, quando foi retomada a discussão da construção da UHE Tabajara, no rio Machado. Os estudos foram iniciados por Furnas em 2005 e interrompidos.
Na audiência já apareceram os "contras". Um diz que na área onde será feita a barragem existe uma oficina lítica, que foi usada pelos índios para fabricarem pontas de flexas e afiar machados de pedra. O outro contrário teme que Machadinho venha a ter os mesmos problemas de trânsito que Porto Velho enfrenta.
Sinceramente...

18 de abr de 2010

FRASE - 2

"Não vamos voltar há seis anos, àquela calmaria, onde nada não acontecia". Prefeito Roberto Sobrinho, ao dizer que prefere ter a cidade com problemas no trânsito, mas com quase todo mundo tendo condições de comprar um carro.

O NOSSO MERCADO


Reentregue à população, após mais de dois anos em reforma, o Mercado Central, ponto de encontro tradicional de Porto Velho, como disse o Emerson Castro. Tinha muita gente e o calor era insuportável, mas ninguém abriu mão de ver como ficou a obra. Gostei do que vi e, mais ainda, de rever inúmeros amigos e colegas de profissão e de trabalho.
Algumas fotos do evento. (Fotos JCarlos)
O povo apareceu, principalmente militantes do PT e do PMDB.

A "prensa".

Os "guardas" da Semtran, com uniformes estalando de novos.
Cores e sabores do tucupi.
Dom Moacyr, à esquerda; dona Lena Peixoto, à direita e no meio, a bandeira de Rondônia de cabeça para baixo...

FRASE

"Aqui [no Mercado] nós temos o bebum e o desembargador. Nós temos o ateu e o poeta (...)." Emerson Castro, vice-prefeito, em discurso inspirado, na reinauguração do Mercado Central, na manhã de hoje. O entusiasmo do Emerson era tal que ele confundiu o Rai, da Vila Candelária, com o Zizi, do Mercado Cultural, e "matou" o segundo.

PESAR

Embora tardio, registro o meu pesar pelo falecimento do 'seu' Eduardo Borzacov, marido da minha querida professora Yêdda Borzacov, ocorrido dia 31 de março. Ele já estava doente há algum tempo.
Meu abraço à família.

FRASE

"Pensar é tarefa difícil até para quem está acostumado. Para quem não é acostumado provoca efeitos colaterais, como dor de cabeça e língua enrolada." Léo Ladeia, na coluna Política & Murupi, sobre a bendita Transposição, que alguém quis ajudar a apressar.

17 de abr de 2010

QUATRO HORAS DE BREU

A equipe da Ceron chegou às 19h54 e a energia "voltou" às 20h07. O transtorno de ficar quase cinco horas sem luz poderia ter sido resolvido mais cedo, se a Eletrobrás Distribuição Rondônia tivesse enviado uma equipe, atendendo ao apelo de mais de 20 famílias.  Só aqui de casa foram feitas quatro ligações ao 0800 nessas longuíssimas horas de apagão. (Foto JCarlos)

JABÁ NEWS

A aula de Realidade Regional na Comunicação de ontem foi sobre assessoria de imprensa em órgãos públicos e privados. Para falar sobre assunto, o professor Júlio Aires convidou o Lúcio Albuquerque e o José Carlos Sá. O primeiro falou, principalmente, sobre a AI no setor público e em campanhas políticas. Sá se deteve, na maior parte do tempo, no trabalho do assessor de imprensa na iniciativa privada. (Fotos Marcela Ximenes)






Esquerda para direita: Lúcio Albuquerque,
Julio Aires e José Carlos Sá



Lúcio contou alguns causos para a turma, uns chocantes e outros engraçados







Minéia Capistrano conversou com José Carlos sobre a incompreensão de muitos jornalistas de redação com os colegas em AI. Ele disse que estamos vivendo um tempo tranquilo, que a situação já foi muito pior






Taísa Marinho entrevista Lúcio Albuquerque para o trabalho que está elaborando











Paulo Wagner está estagiando em AI e iniciou uma pesquisa sobre o meio em Rondônia. José Carlos será ouvido nesse trabalho









Antônio Pessoa, Elaine Santos, Eláine Maia e Minéia Capistrano batem papo com José Carlos após palestra

SÓ MUDOU O NOME

Desde às 15h30 estamos sem energia elétrica em praticamente toda a casa. Apenas a lâmpada do escritório funciona. Na casa do vizinho da frente nem isso. O Zécarlos ligou agora (18h15) pela segunda vez e a atendente da Eletrobrás Distribuição Rondônia pediu todos os dados que a outra operadora havia solicitado há uma hora e, claro, repetiu a pérola que encerra todas as ligações em caso de reclamação: Vamos estar verificando.
Ou seja, mudou apenas o nome da empresa. Uma rua inteira - talvez outras por aqui - está sem o serviço e a Ceron nem sabe disso. E pior: quando é informada nem se mexe para resolver. Procon neles!

UNA BROMA BOLIVARIANA

Papagaio na Venezuela

En Venezuela, un niño regresa de la escuela a su casa; cansado y faminto le pregunta a su mamá :
- Mamá, que hay de comer?
- Nada, mi hijo.
El niño mira hacia el papagayo que tienen y pregunta:
- Mamá, por qué no papagayo con arroz?
- No hay arroz.
- Y papagayo al horno?
- No hay gas.
- Y papagayo en la parrilla eléctrica?
- No hay electricidad.
- Y papagayo frito?
- No hay aceite.

El papagayo contentíssimo gritó:

PUTA QUE LO PARIÓ, VIVA HUGO CHÁVEZ !!!
(Obrigado, Lúcio)

16 de abr de 2010

QUASE ENTENDENDO

Voltando ao assunto da morte do empresário do ramo de segurança privada. Assisti ao vídeo mostrado no programa Alerta Total, do Augusto José, reproduzido no Gente de Opinião. Uma violência gratuíta, só comparável ao spray de pimenta aplicado aos jogadores do Genus. Segundo uma testemunha "auricular" dos fatos (passou no local logo após e ouviu as histórias), o empresário teria atirado acidentalmente, ferindo a si próprio. Pelas cenas que vi, depois que ele foi baleado, tudo é possível.
Um dos meus medos - já disse aqui - é entrar em um local onde está sendo feito o abastecimento de caixas eletrônicos ou a coleta de dinheiro. Vejo aqueles caras dos carros fortes com as armas engatilhadas e temo a explosão de um cano de descarga d emoto ou carro e eu estar na linha de tiro.
Aí fico pensando. Os vigilantes privados recebem treinamento, são submetidos à avaliação psicológica e recebem a autorização de trabalharem armados.Depois você vê um empresário do ramo sair descontrolado, armado, ser espancado mesmo depois de ferido... Estamos lascados, irmão. A polícia não dá conta dos caras que são amadores, imagine do resto.
Juro, por Santo Antônio, que voltarei a frequentar a igreja já neste domingo. Isso não vai impedir que eu morra, mas não irei direto para o inferno conviver com estes caras.

NÃO ENTENDI

Primeiro recebi a nota de pesar, depois é que fui procurar saber como foi a confusão. Li o assunto em três saites e continuo sem entender nada. A única certeza é que o empresário morreu.
Lembrei de uma frase de pára-choque de caminhão: "Os caras são perigosos e andam armados".
Por aí.

VALE A PENA VER DE NOVO

Suspensão do leilão de Belo Monte cai. Uma verdadeira novela.
O interessante é que a queda da liminar que suspendia o leilão quase não deu "ibope". Ô raça!

IGUAL A MULHER

Amanhã comemoram o aniversário do distrito de Jacy-Paraná. Fui fazer um texto e fiquei na dúvida: qual seria a idade do lugar? No livro "Ferrovia do Diabo", Manuel Rodrigues Ferreira afirma que no dia 31 de maio de 1910 foi inaugurado o primeiro trecho da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, com 90 quilômetros. Não contente, liguei para o administrador local, o "seu Nilsão". "Olha é para mais de 95, Jacy é do tempo da Madeira-Mamoré, deve ser mais de cem. Mas eu vou lá perguntar prá diretora do 'grupo', depois te falo".
E ainda não sei a idade de Jacy, que aliás é nome feminino (Lua) daí, esconder a idade.

TUTTY PERGUNTA

"Se Dilma Rousseff fez plástica e José Serra operou a gengiva, que diabos Marina Silva está esperando para mudar aquela voz de taquara rachada?" Tutty Vasques sugerindo que a candidata do PV consulte a Marília Gabriela para saber "o que ela faz para ficar com a voz daquele jeito".

MAIS UMA

Atendendo a requerimentos dos deputados Eduardo Valverde (PT-RO), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Lupércio Ramos (pmdb-AM) e Bené Camacho (PTB-MA), a Comissão da Amazônia realiza Audiência Pública para discutir "Ações compensatórias pelas usinas do Rio Madeira e a utilização dos recursos hídricos na Amazônia". Mais uma discussão atrasada.
A reunião só valerá se no evento for discutida a construção das hidrovias na bacia amazônica. O ex-senador Bernardo Cabral é um dos convidados e ele entende do assunto.
Estão convidados representantes do Ibama, da Agência Nacional de Águas - ANA, Ministério do Meio Ambiente e o povo dasuzina.

15 de abr de 2010

FRASE

"Com o 'título de mestre' e mais R$2,30 eu posso embarcar em um passeio de ônibus pela cidade de Porto Velho.", Fábio Ximenes, professor e neoblogueiro, sugerindo que ter mestrado já não é mais "essas coisas".

UMA BOA NOTÍCIA

A Mar e eu participaremos da inauguração do Mercado Central domingo cedo, antes da solenidade,  voltando a comer ali a nossa tapioca - para ela, ao leite de castanha; para mim, com ovos sem sal,  por favor -, com café com leite, seguido de um mingau de banana (pronuncia-se "bãnãna"). (Foto Quintela/Condecom)