28 de fev de 2015

CONSTATAÇÃO

Se há uma coisa que eu odeie, sobre todas as outras, é ser acordado fora de hora e por motivo nenhum! Neste sábado foram três vezes, com direito a alarme da casa às quatro da matina... falso!

SUGESTÃO DE REPORTAGEM

Stand up paddle improvisado
(Foto reprodução TV Acre/G1-AC)

O assunto é a cheia que está assolando várias cidades do vizinho estado do Acre. A reportagem mostra a situação em bairros de Rio Branco. Não tem músiquinha dramática, cenas em preto e branco, não tem chantagem emocional, nem exploração da desgraça dos desabrigados. A repórter Priscilla Andrade, da TV Acre, faz o trabalho dela como deve ser feito, sem pieguices.

Tomara que alguém se toque e mude o modo de fazer jornalismo em Rondônia, especialmente nas tevês de Porto Velho, sem exceção.

LENDO, NÃO DÁ PARA ACREDITAR

Vem de Manaus esta notícia absurda: "Usuário de drogas tenta trocar filho de dois meses em "boca" e acaba sendo denunciado por traficante". Seria cômica se não fosse trágica: Um pai desnaturado e um traficante humanista e com bons princípios.

A matéria não informa, porém, se a polícia prendeu o delator também, pelas atividades profissionais que exerce..

OBSERVANDO O ECA

O jornal eletrônico "Alerta Notícias", de Ariquemes, encontrou um jeito "novo" de preservar a identidade de um "adolescente em conflito com a lei". A notícia era sobre a expropriação de um telefone celular. Usando um objeto pontiagudo e cortante, o adolescente intimidou e subtraiu o aparelho de uma menina de 12 anos. Horas depois a menina reconheceu o "infrator", chamou o pai e este denunciou o suspeito à polícia, que recuperou o celular já de posse de uma comerciante informal de drogas ilegais. Estes detalhes que conto, colhi em outras fontes.

Vejam a narração do redator do saite, de como foi a apreensão do indigitado, com meus negritos:


"A prisão se deu pelo fato da vítima ter reconhecido o infrator informando a policia que o mesmo residia em um apartamento nas proximidades do local do roubo e durante diligencia até a residência do mesmo a guarnição da policia militar avistou o mesmo andando de bicicleta e de posse do aparelho celular roubado." (Ilustra Portuguêsemmassa)

FRASE

"Em Jaru, a velocidade dos motoristas é regulada pelos buracos", internauta Elvis Silva Carmo, ao comentar a morte de um idoso por atropelamento.

27 de fev de 2015

NA FILA DO BANCO

Não tive como não ouvir a conversa que reproduzo a seguir. Eu estava entre os dois "cientistas políticos". A conversa durou alguns minutos, pois a senhora que estava no terminal parecia não conseguir enxergar a tela e o teclado do equipamento. O homem que estava depois de mim na fila perguntou ao que estava na frente (notei que já se conheciam):

- Você viu, estão querendo cassar a Dilma?
- Ah! Não vão conseguir. E depois, botar na mão do Temer???
- Mas o Temer vai [ser cassado] junto...
- Então piora, aí fica esse Cunha [deputado Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputado], que apareceu aí, tem o Renan Calheiros... É como aqui no Estado e em Porto Velho. Tira o Confúcio e deixa o sindicalista Daniel Pereira ou o Maurão - Deúsolivre -; tira o Mauro e deixa o Dalton di Franco ou o Bengala [presidente da Câmara de Vereadores]... É melhor deixar como está.
- É mesmo... Vai lá, a mulher saiu...

É. O que dizer? (Foto Saudefloripa33pj)

DA ARTE DE ESPECULAR

Enquanto fatos reais não se configuram, vale a força da imaginação. Ainda não sabemos direito que rumo irá tomar a administração Mauro Nazif neste início da segunda metade do mandato e os colegas comentaristas políticos já começam a temporada dos balões de ensaio.


Para Porto Velho, já estão lançadas as candidaturas de Mauro Nazif, à reeleição; as candidaturas de Williames Pimentel ou Emerson Castro ou Lindomar Garçon ou Mário Português, pelo PMDB (aí tem a observação de que o governador Confúcio Moura "apoia" a "candidatura" de Mauro Nazif à reeleição); representando o PT foi "escalado" o  deputado Ribamar Araújo como possível "pré-pré-candidato". Para os outros partidos a coisa ainda está morna.

O Padre Ton, presidente do Diretório Estadual do PT , já "é" candidato a prefeito em Rolim de Moura, cidade onde não reside, mas "tem" o apoio do senador Ivo Cassol, que elegeria até um poste, menos... deixa pra lá.

Para a assessoria do governador Confúcio Moura, a Imprensa Caripuna escala até para cargos de terceiro escalão. É o caso da pedagoga Raquel Donadon, irmã do ex-prefeito Melki Donadon, "indicada" para ser a "mandatária da Representação de Ensino da Seduc em Vilhena", mas está ressalvado: "Mesmo sem ainda ter sido divulgado oficialmente pelo governo do estado". Ah, bom.
(Ilustra Blog do Sérgio Matias)

DEU NO JORNAL

Entendeu? Nem eu...
Sopa (louca) de letrinhas...


Photobomb - Vejam as poses das meninas atrás e à direita da entrevistada



Obrigado, Mar                                   (Reprodução TVRO/G1-RO)

Neste rilisi, um exemplo de inversão do que é mais importante em um texto jornalístico

O que é a notícia está no final do texto

Recado subliminar. No protesto de moradores do bairro Eldorado, quando a rua Jatuarana foi fechada na tarde de ontem, a imagem abaixo demonstra toda a expectativa das pessoas em relação à Prefeitura:

"Vamos esperar sentados..." (Reprodução Rede TV RO)

AOS MOÇOS

Sugiro a leitura do texto abaixo, retirado do perfil do jornalista e professor Nilson Lage. O Jornalismo está trilhando um caminho perigoso e sem volta. Vale para os estudantes sonhadores e a alguns coleguinhas que "querem ser mais reais que o rei", como dizia o saudoso Paulo Queiroz.
Leiam:

Um dos efeitos colaterais desse tipo de "jornalismo" raivoso que a grande mídia brasileira vem praticando, à base de insulto, difamação, malícia e distorção da realidade, é que corrompe uma geração inteira de jovens jornalistas. 
Talvez seja está a segunda geração de vítimas na profissão.
Desconfiei que isso ia acontecer quando começou a onda bem financiada e articulada do jornalismo investigativo - não na base da pesquisa, coleta análise e tratamento de dados, mas com ênfase em artes de espionagem (infiltração, falsa identidade, alianças estratégicas não convencionais etc.) para obter ou forjar denúncias.
Jornalismo não existe essencialmente para combater governos nem é quarto poder coisa nenhuma. Sua função é informar sobre os fatos e ideias de seu tempo; isso exige pluralidade e independência - exatamente o que não se consegue em oligopólios de informação. 
Não se faz jornalismo nem com artes de X-9 nem com pautas fechadas que o repórter preenche como se fossem formulários.
Ou o jornalismo serve para produzir conhecimento ou não serve para nada. De certa maneira, o que ocorre é uma espécie de suicídio da credibilidade.
Não é fenômeno apenas brasileiro, mas aqui atinge intensidade incomum.

Obrigado, Luiz Fajardo

26 de fev de 2015

É CADA UMA...

Um grupo de orientais entrou na sede do SINE Estadual, na rua Paulo Leal, por volta das 16 horas. A guardete foi ao encontro deles:
- Pois não?
Em um português enrolado, um deles perguntou (vou fantasiar a pronúncia):
- Aqui é o cine, non?
- É sim, mas já está fechado, só abre amanhã...
- Mas cine, funciona aqui a tade?
- O SINE funciona aqui, mas é de manhã, tem que pegar senha...
- Non, non... quelemos cine, cine [E fez um gesto com os braços abertos, criando uma figura geométrica, no formato de um retângulo]
Demonstrando bom conhecimento em mímica, a guardete matou a charada:
- Ah... Vocês querem ver filme...
- Isso... fime... É aqui cine?
- Não, é mais pra frente. Disse, apontando na direção do Cine Veneza.

VERIFICANDO IN LOCO

A notícia chegou na redação do brog assim: que o carro do prefeito foi desviar de um buraco e acabou "pegando" uma motociclista. Esperei a confirmação, que só obtive hoje pela manhã. Os personagens continuavam os mesmos, mas o fato era diferente. A motociclista desviou do buraco, caiu e foi socorrida por, entre outras pessoas, pelo prefeito Mauro Nazif.

Espero que agora ele, o prefeito, acredite que existem buracos nas ruas de Porto Velho.

É BEM ASSIM


DEU NO JORNAL

Concordância 'numeral'

Esta é "nominal": Defiloelson

Juro que não sou eu quem procura

Na foto me parecem postas de peixe

Outra:
A legenda não identifica o sujeito

NA FUNÇÃO ERRADA

Enquanto a legislação não for mudada, os legisladores estão impedidos de fazer qualquer proposta que crie novas despesas e ponto final. O presidente, o governador e o prefeito são obrigados a vetar as propostas e não adianta, infantilmente, derrubar o veto e sancionar a nova lei. O próximo passo será o governo federal, estadual ou municipal entrar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) e fica como estava.

Saber isso é o básico. É obrigação que qualquer legislador tenha em mente qual é o seu papel. Já comentei aqui que os candidatos, quando em campanha, prometem asfaltar rua e um monte de outras coisas que não são função daquele cargo que ele está disputando. Até aí tudo bem, mas uma vez eleito, não tem mais desculpa. Se o político já está no cargo há muitos anos, então já é para saber de cor.

Não consigo entender, por causa disso tudo que escrevi, o desabafo do vereador Jurandir Bengala, presidente da Câmara Municipal e 'edil' veterano: "Do jeito que está é melhor não fazermos mais projetos, pois 90% do que a gente aprova aqui é vetado lá."

Eu não sei se ainda tenho um exemplar do "Manual do Vereador", editado pelo Instituto Liberal aqui em casa para emprestar, mas acredito que em algum saite exista para baixar...

SUGESTÃO DE LEITURA

Fico comentando aqui as bobagens publicadas na Imprensa Caripuna e Tupiniquim, mas quando aparece uma coisa boa, tenho a obrigação moral de destacar também. É o caso desta matéria, distribuída pelo Departamento de Comunicação do Governo - Decom e tem como autores Abdoral Cardoso (texto) e Rosinaldo Machado (fotos). Além disso, a iniciativa é um excelente exemplo a ser seguido:

RESSOCIALIZAÇÃO - Reeducandos descobrem novo passo para a liberdade na produção de mudas de castanha

CHAMEM A REPORTAGEM!

Todos sabem que sou um espectador de telejornais inveterado e contumaz. Mesmo que eu xingue por rever a mesma matéria muitas vezes (sem alterar nada na edição) ou porque os assuntos são irrelevantes ou mal abordados, sob o ponto de vista do telespectador.

Nestes últimos dias tenho visto nos telejornais das TVs locais a exibição de problemas e de soluções quase que imediatamente. Sinalização de ruas, drenagens, tapa buracos, desentupimento de caixas de coleta pluvial, tampas de bocas de lobo, vaga em escola, etc., etc., etc. A Reportagem mostra, entrevista o responsável e depois volta para conferir. Ou seja, não precisamos da Câmara dos Vereadores para isso também.

Pensando assim é que anexo as fotos abaixo, de um bueiro aberto na esquina das ruas Sete de Setembro com Maria Idalva Fraga, no conjunto Buritis, Escola de Polícia, para ver se a Reportagem faz alguma coisa por nós...
(Fotos JCarlos)

CAIXA PRETA OU SÓ CAIXINHA?

Já deve ter sido assinado no início da manhã, convênio entre o Detran-RO e a Semtran-Porto Velho. Os guardinhas recebem mais tinta para suas canetas anotadoras de multas devidas e indevidas. É mais um importante reforço à indústria da multa implantada na capital.

Caso víssemos a aplicação no trânsito dos recursos recolhidos nas multas, eu apenas resmungaria, enxugava as lágrimas e ficaria calado. Mas o que vemos não é isso. É a população reclamando pela falta de sinalização GERAL e os acidentes acontecendo a todo momento.

O fato ocorrido esta semana, quando um supervisor da Semtran foi preso em flagrante "suspeito" de praticar extorsão, leva a pensar em quantos outros "contribuintes" não foram assediados com a mesma proposta de "rasgar a multa"? Quem garante se não havia um conchavo do tipo "criar dificuldades para vender facilidades"?

Se os vereadores não estivessem tão ocupados em apresentar projetos inconstitucionais e depois, terem que aceitar os vetos, iriam investigar se existe uma "caixa preta" na Semtran, ou simplesmente uma "caixinha". (Ilustra Freepik)

25 de fev de 2015

CLASSIFICADOS BANZEIROS

Falando nisso, um anúncio de oportunidade:

FRASE

"A sanha dos brasileiros contra o tal juiz se deve não apenas ao ato imoral e ilegal que protagonizou. Mas, principalmente, porque ele realizou um sonho recente - e secreto - de todos os brasileiros. Em algum momento entre 2012 e 2013, embevecidos pela imagem icônica que a mídia esculpiu, todos queríamos ser Eike Batista. Ele era o protótipo do sucesso. Nós, do fracasso. Hoje aquele Eike não existe mais. Mas o juiz nos representou, lavou nossa alma. Teve seus 15 minutos de fama e glória como Eike Batista." Jornalista e empresário Fred Perillo sobre a "voltinha" que o juiz federal Flávio Roberto de Souza deu no Porsche do Eike Batista, no Facebook.

Penso a mesma coisa e dei a minha opinião sobre o assunto, nos perfis do Fred Perillo e do Marcos Paulo: Tenho a impressão que as pessoas odiavam o Eike Batista por ser rico e agora comemoram a desgraça dele.

DEU NO JORNAL


Milagre em Brasília - Com 25 dias de mandato - sem descontar segundas, sextas, sábados, domingos e feriados - o neo deputado Lúcio Mosquini (PMDB), membro do baixo clero, já anuncia que conseguiu prever no orçamento de 2015 (isto, 2015!), recursos da ordem de R$ 3 milhões, de "sua cota pessoal" para compra de 11 equipamentos para a Prefeitura de Jaru. Que fique de lição para os demais da bancada, que ainda estão comemorando a eleição. Atualizando: Milagre explicado no primeiro item da coluna Fonte Política.


A caminho de Marte - A britânica BBC, através de sua sucursal brasileira, publica entrevista com a professora Sandra Maria Feliciano, de Porto Velho, candidata a uma passagem (só) de ida para o planeta Marte.

Crime de pobre - A casa, na rua projetada - bairro Encontro das Águas -,  pertence a um homem conhecido como "Tiririca"; a vítima é o "Garrincha", que sofreu tentativa de homicídio. Os agressores, três, chegaram em uma moto, com uma faca e um pedaço de madeira. Deram uma facada e várias pauladas no Garrincha, montaram na moto e foram embora. Um dos suspeitos foi identificado como "Dhone Black". Em Pimenta Bueno.

A BRASÍLIA QUE EU GOSTO

(Foto JCarlos, desde o Anexo IV)

24 de fev de 2015

"EXCELENÇA"

Assisti, já no finalzinho, a cerimônia de abertura da nona legislatura da Assembleia Legislativa de Rondônia. Acho que peguei na hora chata do evento, quando o presidente Maurão de Carvalho cumprimentava a cada deputado, destacando as particularidades de cada um e arrematava com: "Excelênça, contamos com sua experiênça. Seja bem vindo a esta Casa". A fórmula foi repetida também aos deputados reeleitos.

Ao final, depois de desfeita a mesa e  com as autoridades já de pé e se despedindo, Maurão se deu conta de não ter agradecido ao desembargador Péricles Moreira Chagas, presidente do TRE-RO. Depois, o presidente voltou ainda ao microfone para agradecer à Imprensa.

DEU NO JORNAL

Ao ler a nota "PM cobra retorno de policiais da guarda de Hermínio", publicada na edição de hoje do Alto Madeira, com chamada de capa ("PM quer de volta a guarda pessoal de Hermínio"), fiz uma associação mental - não pergunte por quê - com as Legiões Romanas.

Fui remetido à época de Cláudio,  Otávio, Calígula e outros imperadores. Eles tinham a "Guarda Pretoriana", que era encarregada de sua proteção pessoal. Acho que não "viajei" muito. (Ilustra Asterix-Obelix.Nl)

EM BOA COMPANHIA

O carro que conduzia o governador Confúcio Moura foi parado na blitz educativa que a Semtran e Detran realizavam na avenida Farquhar, em frente ao colégio Carmela Dutra. Ele desembarcou e foi elogiar a iniciativa. No perfil no Facebook, Confúcio comentou: "Essas ações são necessárias. Espero que repercutam positivamente para que os índices de acidentes sejam reduzidos e que tenhamos um trânsito mais seguro em Rondônia."

Confúcio entre dois "cabeções" da Semtran (Foto Assessoria/Divulgação)

MEU AUXÍLIO-MORADIA, MINHA VIDA

No início deste mês o deputado estadual Leo Moraes anunciou que estava abrindo mão do auxílio-moradia a que tinha direito, solicitando a doação do valor a uma entidade beneficente. A discussão sobre o assunto é em todo o país e em todos os Poderes.

Em Belo Horizonte, uma rádia fez uma trilha sonora para lembrar mais este "jeitinho" brasileiro, nesse caso dos deputados mineiros. Ouçam:

video

AVISA LÁ, AVISA LÁ, AVISA LÁ QUE EU VOU!


A ação da Polícia Civil que apreendeu 180 kg de maconha em Porto Velho foi batizada de "Operação Timbalada". O comunicado da Assessoria da PC não explica o nome e eu não faço a mínima ideia da razão da escolha. Teria alguma relação com o bloco baiano ou é mera coincidência? (Ilustra TudodeAxe.Com)

Ô BRASIL!!!

A iminência da execução de mais um brasileiro na Indonésia, preso e julgado e condenado a morte por tráfico de drogas, faz com que haja uma enxurrada de notícias sobre o assunto. A presidente Dilma demorou a pedir o perdão, o fez, mas a execução foi confirmada. A presidente protestou e chamou o embaixador brasileiro a Brasília. O Itamaraty também chamou o embaixador indonésio a dar explicações.

O Brasil ameaçou retaliar comercialmente, o que é uma bobagem. Mais recentemente, a presidente brasileira se recusou a receber as credenciais diplomáticas do novo embaixador da Indonésia no Brasil e o governo de Sumatra não gostou. Agora eles é que ameaçam não comprar armas e aviões brasileiros. Aliás, o presidente Joko Widodo está se lixando para a opinião internacional.

Paralela à questão diplomática, a Imprensa tupiniquim noticiou que Marco Archer foi executado sem ter recebido confortos espirituais. Quanta hipocrisia! Quantas pessoas são "executadas" diariamente pelo sistema único de saúde, pela situação das estradas, pelo trânsito urbano e pelas balas perdidas, sem conforto algum?

Notícia sobre a possível "homenagem" ao traficante morto

O PARADOXO DA UNANIMIDADE

É unânime dizer, repetindo frase do filósofo pernambucano Nelson Rodrigues, que "toda unanimidade é burra". A frase completa é "Toda unanimidade é burra. Quem pensa com a unanimidade não precisa pensar".


No início deste mês vimos a eleição unânime do deputado Maurão de Carvalho como  presidente da Assembleia de Rondônia. A unanimidade nesse caso, foi considerada positiva, um alinhamento amplo, geral e irrestrito de todos os deputados uníssonos às propostas do então candidato, que não passavam da obviedade: "promover a união entre os Poderes, sem deixar de defender a autonomia e a independência da Assembleia". Claro que não foi por isso que ele ganhou.

A palavra "unanimidade" volta à minha atenção agora, em matéria trabalhada da Folha de S. Paulo e publicada ontem, onde se mostra que nas Assembleias Legislativas brasileiras os  chefes dos Executivos estaduais estão bonitos na foto. Na pesquisa realizada pelo jornal paulista, apenas 30% dos deputados distritais ou estaduais se declaram de oposição ou querem distância do governo estadual. Em Rondônia, 8% (traduzindo: 2 deputados) se dizem oposicionistas.

Voltando ao paradoxo, reproduzo trechos de um texto de alguém que assina como "Priscilla Winchester", no saite do Yahoo:

"(...)[A] Frase de efeito é também armadilha de Nelson. Quando todo mundo concordar que toda a unanimidade é burra ficará comprovado que toda a unanimidade é burra mesmo! 

A palavra "unanimidade" vem do latim unanimis. Significa, simplesmente, que duas ou mais pessoas vivem com um (unus) só ânimo (animus). Um time de futebol bem treinado, uma equipe de trabalho bem articulada, dois amigos leais, um casal que pensa e age em harmonia são exemplos de unanimidade inteligente. 

Em dados contextos, sim, a unanimidade pode ser burra. É burrice todos obedecerem cegamente a uma ordem que vem não se sabe de onde com finalidades obscuras ou inconfessáveis. É burrice, por exemplo, comprarmos um livro pelo único fato de ele constar da lista dos mais vendidos. (...)"  (Ilustra GifMambo)

TERÇA GORDA

Hoje a agenda está lotada. Temos a posse do professor Rodnei Paes na Superintendência de Esporte, Cultura e Lazer - Secel, que será às 12h30. Mais tarde, por volta das 15h30, abertura da primeira sessão ordinária da nona legislatura da Assembleia, com a presença confirmada do governador Confúcio Moura. Evento está previsto para as 15h30.

Também está prevista para hoje a retomada do julgamento, pelo TRE-RO, em que se avaliam a ocorrência de abuso do poder econômico na convenção estadual do PMDB, em que foi confirmado o nome do governador Confúcio Moura para concorrer à reeleição, em chapa formada com o sindicalista Daniel Pereira. 

Comentário 1 - No currículo do novo superintendente da Secel, um dos destaques é o registro de que Rodnei Paes foi jogador profissional em São Paulo, além dos títulos acadêmicos. Não sei se será o suficiente para "enfrentar" o segmento esportivo-cultural...

Comentário 2 - A presença do governador na abertura de um novo ano legislativo é um bom sinal. Confúcio andou sumido do prédio da rua Major Amarante, quando o presidente era do deputado Hermínio Coelho, pois ninguém gosta de ser destratado da forma que era pelo chefe do Legislativo.

Comentário 3 -  Qualquer que seja o resultado do julgamento, haverá esperneio, choro e ranger de dentes. Os juízes estão com um abacaxi espinhento nas mãos.

23 de fev de 2015

DEU NO JORNAL

De São Francisco do Guaporé:
O pai do bebê é conhecido como "Frangão"; a mãe, "Lebrinha"; e o avô, "Lebrão"!

De Cobija, Departamento de Pando - Bolívia:
Nesse caso, é custe o que custar... (Obrigado Ricardo Ferreira)

Do boletim do Decom:
E esse gatinho? Esperando um peixe pular nele? (Foto Ésio Mendes/Decom)


Deu no G1-RO:
A parte que eu gostei: "(...) Anemias conta que após entrar na mata teve um lapso de memória e só percebeu que estava perdido após três dias. (...)". Não consigo imaginar em que ele pensava até descobrir que estava perdido...

HEIN?

Encontro um colega de profissão que vai logo dizendo:
- Achei que ia encontrá-lo no café da manhã na Assembleia...
- Eu até pensei em ir lá, para ver como estão as coisas, saber das conversas para comentar no blog, mas depois desisti. E o que o Maurão falou para a 'classe'?
- É... Ah, sim! Que na semana que vem será liberada a mídia da Assembleia...
- Tá bom, um abraço, até mais... (Ilustra Internet/Edição JCarlos)


COM AJUDA DO POVO

O número de acidentes envolvendo motos e carros, em Porto Velho, já passou do suportável e as medidas tomadas pelas autoridades - de todos os níveis - são mera perfumaria. A população, vez enquanto, dá sua mãozinha para tentar ajudar a organizar a bagunça.


Banzeiros sempre mostra essa arrumação:
No sentido horário: rua Alexande Guimarães; rua Raimundo Cantuária;
 avenida Mamoré e rua Assis Chateaubriand (Fotos JCarlos)

CAUSA E EFEITO

Quando vi a charge, entendi o que estava acontecendo. No desenho as "caixas" parecem fazer xixi, que é um líquido altamente corrosivo...
(Ilustra Gente de Opinião)

LENDO NAS ENTRELINHAS

Durante os anos do golpe militar, com a Imprensa sob censura declarada ou velada, toda uma geração aprendeu a ler nas entrelinhas, mesmo onde não houvesse mensagens escondidas ou subliminares. Ao ler jornais e revistas como o Estado de S. Paulo, O Movimento, O Pasquim, entre outros, buscávamos significados, avisos, interpretações, qualquer coisa que achávamos que os redatores tinham cifrado no texto para informar o leitor o que realmente estava acontecendo no país. A ditadura acabou, a censura prévia também. Hoje existem outros tipos de censuras e até mais cruéis. Mas as "mensagens" continuam nos textos desafiando nossa atenção.


Estou dizendo isso tudo para comentar um rilise da Prefeitura, em que se informa a transferência do "acervo" da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré", do pátio e das salas do "Prédio do Relógio" para um galpão alugado pelo Município para guardar os enfeites do "Natal da Sucatabilidade" e aqueles de natais passados que conseguiram sobreviver às intempéries "do tempo", como diria um coleguinha.

A mudança não será definitiva, pois deste galpão, o acervo será levado para outro galpão, onde será restaurado. Em um trecho da matéria, o presidente da Funcultural lamenta esta alteração de endereço que considera desnecessária, e comenta: "De fato, no pátio há peças expostas ao sol e a chuva, mas estão muito mais protegidas do que estavam. Como elas não podiam ser vistas, as pessoas até nem reclamavam, mas agora que ficaram mais expostas as pessoas se dizem chocadas com seu estado. Assim, para evitar maiores controvérsias, resolvemos transportá-las para outro local".

Longe dos olhos, perto do coração. (Fotos Ivo Feitosa/Gente de Opinião)

NÃO SE PODE ELOGIAR

Na semana passada elogiei a assessoria da PM pela precisão da informação divulgada. Queimei a língua. Agora enviam texto, já reproduzido tal e qual na Imprensa Caripuna, onde se noticia que um homem jogou um pacote em um presídio. Como sempre, há detalhes como a identificação da Guarita, pavilhão a que o 'pacote' estava destinado, cor "rocha" da moto, marca e número da placa, marca do celular, número do IMEI e o nome do indigitado. Mas no item o nome do presídio onde o fato aconteceu, está escrito lá:  "(...) policiais atentos na guarda externa do presídio Ênio Pinheiro, Urso Branco (...)".

O Urso Branco está a direita (Foto Google Earth)

Ora, ora, ora. O presídio Ênio Pinheiro é um; o Urso Branco (José Mário Alves da Silva) é outro, mesmo sendo vizinhos.

DIÁLOGOS (WHATSAPPIANOS) INSÓLITOS

- Onde você anda? Dê um sinal
- BIP!
- Gaiato

22 de fev de 2015

PLANTANDO ÁGUAS

Gostei da ideia do governador Confúcio, externada hoje nas "Domingueiras", no blog dele. Depois de falar da meta de desmatamento zero, dos problemas globais com o clima, cita o rio Jaru, como exemplo de um manancial que, se nada for feito, desaparecerá em breve.

Plantar águas, segundo o governador, é recompor as matas ciliares nas margens dos rios e igarapés, impedir o desmatamento em áreas de preservação, assim como deter a ocupação ilegal dessas áreas e conclui: "Plantar águas para colher o rio Jaru recuperado e lindo. Não só o rio Jaru, são todos [lindos?]. O Programa Plantando Águas deve ser em todos os rios e igarapés de Rondônia." (Ilustra ArbolPlantado)

21 de fev de 2015

AS VOLTAS QUE O MUNDO DÁ

Esta postagem poderia se chamar "Gente que chega, gente que sai", mas preferi optar por outra, por ser mais fiel ao ocorrido. Estou falando da troca de comandos na Superintendência de Cultura Esporte e Lazer, a sofrida Secel. O cargo era reivindicado pelo PMDB, mas pessoas de outros partidos teriam sido cotadas para ele, como o ex-deputado Euclides Maciel, possibilidade que não era levada a sério por ninguém pelo perfil do candidato.

Quando a coisa estava caminhando, a Pipira andando pelos maus tratados corredores do "Prédio do Relógio", soube que outro indicado para o cargo, ao ser sondado, não se interessou, devido ao salário que o ocupante da Superintendência recebe.

Finalmente sai a notícia de que o vereador e professor Rodnei Paes, vereador pelo PMDB em Rolim de Moura, é o novo titular da Secel. No lugar dele, na Câmara rolimourense, assume o suplente Márcio Mateus (PT). Rodnei também é o presidente do diretório municipal do PMDB.

Lembram quem é Marcio Mateus? É aquele petista que foi indicado pela Executiva Estadual para ocupar a Idaron e levou um contrapé, juntamente com o vereador Sid Orleans (PT-Porto Velho), dos deputados Lazinho da Fetagro e Ribamar Araújo, perdendo a primeira indicação.

No final saiu todo mundo ganhando... (Ilustra Globoweb)

CENAS DA CIDADE E ARREDORES

 Gato no medidor de energia (Foto Internet)

 Papai Noel ficou preso na grade desde o natal

 Chaveiro-escova ou escova-chaveiro?

 
 Homem-de-Ferro garante a segurança na CEF

Trabalho do(a) artista plástico(a) Franciney, exposto na Casa de Cultura "Ivan Marrocos"

 Decoração na lanchonete "Castelinho", provavelmente inspirada no "Natal da Sucatabilidade"

 Fiquei na dúvida: Era reserva de estacionamento para cadeirante ou patinante?

 Sem palavras

 Última moda no corte de cabelos em La Banda

 Contravenção

Caixa d'água metálica da Estação de Guajará-Mirim
(Fotos Marcela Ximenes/JCarlos)