30 de jan de 2012

CULPA DAS...

Reportagem feita no distrito de Riozinho, a 10 quilômetros de Cacoal, mostra entrevista com cidadão dizendo que enchente é culpa dasuzina...
Ai, Cara-Pálida, estou cansado, muito cansado. Assisto ao "Tempo Real", cujo assunto é Previdência (minha aposentadoria). Boas ideias.

MOVIMENTO PELA TRANSPARÊNCIA DO JUDICIÁRIO

Este ano, espero, a Lei da Ficha Limpa será aplicada nas eleições municipais. Mas para que isso ocorra, precisamos aderir, também, ao movimento "Carta Aberta Pela Transparência e Democratização do Poder Judiciário".
O texto da carta e o linque para adesão estão aqui.

DIÁLOGOS INSÓLITOS - 2

- Como você está?
- Tranquilo, como as águas do rio Madeira...
- Deúsolivre!

DIÁLOGOS INSÓLITOS

O garotinho, filho da Dona Menina da Copa, me ofereceu:
- Você quer um chocolate?
- Não, obrigado. 'Tô' evitando chocolate...
- 'Tá com dor de barriga?
- Não, hoje não quero, mesmo.
Visivelmente constrangida, a mãe explicou: "Nós falamos que comer chocolate dá dor de barriga, senão, o senhor sabe como é menino..."

TERMÓPILAS - A LUTA CONTINUA

O Ministério Público de Rondônia ofereceu denúncia de corrupção passiva contra o deputado estadual Saulo Moreira da Silva (PDT). Segundo informa a Assessoria de Imprensa do MP, "o parlamentar é acusado de ter recebido dinheiro do presidente afastado da Assembleia Legislativa, Valter Araújo, para dar-lhe apoio político incondicional na Casa de Leis".
Titular da 4a. Secretaria, estava no seu primeiro mandanto de parlamentar estadual, tendo sido vereador, com mandato renovado várias vezes. A ficha política está no Projeto Excelências, a "outra" está indisponível.

É ASSIM

O motorista do taxi que trouxe-me para o trabalho na manhã de hoje se indignou com as calçadas de alguns moradores do Conjunto Buritis, zona norte de Porto Velho, que não são limpas há muito tempo e impedem que os pedrestres as usem.
- É uma vergonha, o morador não limpar a frente da própria casa!
Afirmou.
- Aqui, no conjunto, se passeio sujo fosse o problema, estaria bom. Temos esgoto jogado a céu aberto e despejo de entulho no meio da rua.
Falei isso com vergonha, mas é a verdade

29 de jan de 2012

NOMES E CODINOMES

Dependendo do seu grupo social, você pode ser chamado por seu nome ou codinome. Em casa e com antigos conhecidos sou o Zécarlos (ou Zé Carlô!), no trabalho sou o Sá e entre a comunidade da internet, o Banzeiros. Quando acontece misturar um grupo com o outro a reação para atender a um chamado pode demorar. O meu cérebro leva um tempinho para decodificar que estão falando comigo. É comum chamarem-me pelo meu nome (ZC) no trabalho e eu não regir de pronto.
O prefácio é para contar uma história engraçada agora, mas que nos preocupou durante todo o sábado. O JP foi passar as férias no nordeste, acompanhando a tia. Mas as passagens foram compradas em momentos diferentes e ele teve que viajar sozinho. Na ida tudo bem. Na volta, as recomendações foram renovadas com a insistente observação para que tivesse atenção e, em dúvida, perguntasse a um funcionário da empresa aérea.
Até Brasília tudo correu bem, mas devido a mudança da aeronave no pátio, o JP ficou rodado e ainda pediu informação a quem não sabia e perdeu o vôo. Nos alto-falantes, insistiam em avisar ao senhor "João Araújo" que o embarque estava sendo encerrado. Deu tudo certo e o JP descobriu o sobrenome dele.

TIRARAM O SOFÁ

Uma antiga piada conta que o marido encontrou a mulher e o Ricardão em plena função no sofá da sala. Para manter o respeito, mandou retirar o sofá.
Lembrei desta anedota ao passar na avenida Pinheiro Machado com Buenos Aires e ver que demoliram a arquibancada do campo do 13, que era usada para abrigar sem tetos e usuário de crack. Por não ter lido ou sabido pela Imprensa caripuna da ação social para dar tratamento ambulatorial e abrigo àquelas pessoas, imagino que tenham se espalhado na região da Rodoviária.
Estou certo ou errado?

27 de jan de 2012

DIÁLOGO INSÓLITO

Chaves e Seu Madruga:


- Seu Madruga, o senhor não vai devolver meu estilingue?

- Você não vai quebrar os vidros das janelas?

- Não...

- Você não vai sujar as roupas no varal?

- Não...

- Você não vai machucar o Kiko?

- Não...

- Então para que você quer o estilingue?

26 de jan de 2012

DESCARREGO

Encontrei um ex-colega de trabalho que hoje atua na Assembléia Legislativa. Perguntei como as coisas estão por lá. Ele falou, com extrema tristeza, que quando acontece alguma coisa como a "Operação Termópilas", todo o quadro funcional sofre, especialmente aqueles que nada tem a ver com os rolos que acontecem ao redor.
Seria preciso que houvesse um apoio psicológico, como a polícia militar faz, para que os servidores superem os traumas recorrentes.

FIQUEM DE OLHO

Estoura, a qualquer momento, golpe que uma administradora de condomínios deu na praça. Fala-se em mais de R$ 1 milhão em prejuízos para os condôminos. B.O. já foi lavrado é só ir atrás.

OPERAÇÃO TAPA-VERGONHA


O repórter fotográfio Jota Gomes acompanhou esta tentativa de tapar o sol com a peneira. Não precisa escrever mais nada. Qualquer semelhança é mera coincidência.

25 de jan de 2012

E SÓ VAI PIORANDO

Outros possíveis candidatos a prefeito de Porto Velho, agora sob a chancela suprapartidária do senador Ivo Cassol, que também já sonha em voltar ao governo do Estado em 2014: Ivan "A gente faz de tudo..." da Saga, empresário José Genaro e o ex-governador João "Caôla" Cahulla.
Vai ser difícil. O pleito.

24 de jan de 2012

PARA PIOR

Se as coisas continuarem do jeito que estão indo, o proximo prefeito da cidade de Porto Velho será o deputado Mauro Nazif (PSB). Se ele não quiser, o fanfarrão Lindomar Garçon. O povo vai de valsa e depois xinga.
Ai, ai.

LAVANDO AS MÃOS

O PMDB quer distância da Prefeitura de Porto Velho. Esta certeza se infere, ao meu ver, dos nomes citados e omitidos para as próximas eleições municipais. Emerson Castro, atual vice-prefeito, está fora. Orestes Muniz, com experiência de sobra como executivo, não quer. David Chiquilito, ainda sem mostrar as heranças genéticas do pai, mas é um bom articulador. O candidato "oficial", atual secretário de Obras do Estado, Abelardo Castro, é um ilustre desconhecido, apesar dos esforços de conseguir apoio dos eleitores.
O presidente do partido, senador Valdir Raupp - ouvi de quatro fontes -, lavou as mãos quanto ao diretório municipal do PMDB de Porto Velho. Os "Mandabrasistas", como eram conhecidos os militantes históricos, quando o advogado e, depois, deputado Jerônimo Santana, perturbava os governadores nomeados para o ex-Território, continuam naquele tempo.

O DE SEMPRE

Pauteiro sem imaginação manda repórter para a rua perguntar: "Você sabe por que hoje é feriado?"
Noventa por cento dos entrevistados não sabem de nada. Todo feriado é assim. Ô raça!

DIA DO DOUGLAS

Como, oficialmente, o município de Porto Velho só vai comemorar a data de sua criação em 2 de outubro, o  feriado de 24 de janeiro ficou só para o Douglinhas, inclusive o feriado. (Foto JCarlos)

23 de jan de 2012

HEIN?

Saía no portão de casa e a rua estava cheia de crianças, adolescentes e jovens. Uns soltavam papagaios e outros ficavam de olhos naqueles que "queidavam". A atenção de todos se voltava para um papagaio que já havia se enroscado em dois outros (os meus consultores para assuntos papagaísticos estão ausentes, por isso uso o linguajar normal). Os três papagaios cairam sobre uma casa e os meninos se prepararam para pegar o butim. Mas quem empinava a pipa e apreendeu as outras, conseguiu recuperar os três papagaios. Ouvi o seguinte comentário, que para mim é mistério:
-Esse muleque é Highlander, cara!

QUEM FICOU

Do alto da sua sabedoria, a corujinha observava as demolições dos boxes do camelódromo da Rua Euclides da Cunha.
Hoje, sem teto, a corujinha busca um "adevogado" para conseguir uma indenização dasuzina... (Foto Cléris Muniz/Imagem News)

22 de jan de 2012

TERRA ARRASADA

Depois que voltamos de viagem, fomos ver o Rio Madeira. Pelas notícias que lia, imaginei que a desgraceira tinha tomado conta de Porto Velho, com barrancos caindo junto com as casas contruídas neles. Fomos até Santo Antônio, onde encontrei pessoas se fotografando na frente dasuzina.
Com cinco das 17 comportas totalmente abertas no vertedouro principal e 3 semi abertas no vertedouro complementar, vi o Madeirão com o volume de água compatível com esta época do ano.
Já vi janeiros em que o rio Madeira chegou até a rua Rogério Weber e não tinha barragem.

17 de jan de 2012

CENAS DAS CIDADES

Fotos captadas aqui e ali. (Fotos Marcela Ximenes e JCarlos)
 Querendo que o mundo acabe em barranco...
 Fazendo água como o cruzeiro Costa Concordia
 Bilhetes do restaurante do Arante, em Pântano do Sul
 Teleférico entre as praias de Laranjeiras e Balneário Camboriú
 Praia de Laranjeiras, lotadaça
 Fusquinha "blindado", em Ribeirão da Ilha
 Figueira na praça XV de Novembro em Florianópolis. Diz-que foi plantada em 1891
Pesqueiro na baia de Armação, próximo à ilha do Campeche

QUANDO TEREMOS UM?

Lemos no jornal "Notícias do Dia" matéria sobre um saite de humor com notícias falsas, o Laranja News. Iniciado como trabalho de conclusão de curso, o portal faz sucesso, pois eles publicam notícias falsas e os coleguinhas pensam que é verdade. Um exemplo citado na reportagem foi que se cobraria dos estrangeiros taxa para frequentarem as prais. O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano de Florianópolis passou o dia atendendo jornalistas e desmentindo o boato. Quer melhor ibope que este?
Após a leitura a reflexão:
- Quando teremos lá [em Porto Velho] um site de notícias falsas?
- ...
- Quero dizer, um site de notícias falsas de humor, de notícias mentirosas já temos alguns...

ALEGRIA E TRISTEZA

O casal Marinha e Valdir Raupp, deputada federal e senador da República, iniciou a semana sendo personagens de matérias da Imprensa tupiniquim. As duas com conotações negativas sob o ponto de vista dos jornalistas do sul.
Em parte concordo com eles. Segundo matéria do SBT, os Raupp já deram duas voltas na Terra em viagens internacionais, por conta da Viúva. O senador explicou que foram em missões oficiais do Congresso.
A outra notícia, dada pelo Correio Braziliense, em tom de denúncia, informa que a deputada Marinha Raupp colocou emendas no Orçamento Geral da União propondo a construção da hidrelétrica binacional, na foz do Rio Ribeirão, no município de Nova Mamoré, construção das eclusas nasuzina de Santo antônio e Jirau e na extensão da ferrovia Transcontinental ligando Vilhena (RO) a Boqueirão da Esperança (AC), na fronteira do Brasil com o Peru.
É quase certo que a presidente Dilma Rousseff vai vetar as emendas. Se não vetar, contingencia, que dá no mesmo.

FORMANDO SAMBAQUIS*

Seu Manuel é pescador artesanal e há mais de 30 anos pesca berbigões na Costeira, em Florianópolis. Ele sai de madrugada, recolhe as conchas contendo o molúsculo, separa "os bons dos estragados", cozinha e retira a "amêndoa", fornecendo, depois, para restaurantes e mercados. (Fotos JCarlos)
Local onde os pescadores guardam suas tralhas
A separação
A escolha berbigão
O refugo vai formar um futuro sambaqui
(*Sambaquis)

16 de jan de 2012

VAI TER PACIÊNCIA ASSIM...

Temos encontrado na nossa viagem pessoas que vivem de cultivar a paciência. Artesãos que se debruçam sobre uma bancada e usam casquinhas de frutas, lasquinhas de palha para produzir obras de arte. Já falei do Jair Farias, agora vou apresentar a vocês o Ênio Ferraz Rodrigues, que mora em São Francisco do Sul (SC) e no dia em que o encontramos, trabalhava na loja anexa ao Museu Nacional do Mar.
Ele produz barquinhos e usa como matéria-prima "troncos, folhas, cascos e galhos. O trabalho é minucioso. (Fotos JCarlos)
Ênio confecciona barcos de todos os tamanhos
Estes são em palha de milho
O caos, digo, a oficina

EVOLUÇÃO

No Museu Histórico de São Francisco do Sul (SC) vimos algumas peças que há bem pouco tempo (o tempo é relativo, tá, gente?) faziam parte da nossa vida e que rapidamente fazem, ou não, parte da memória. (Fotos Marcela Ximenes)
A esquerda o tablet que me acompanha, a direita uma máquina de escrever, ou como um garoto definiu, "Um teclado com impressora"
A esquerda um celular (como vivíamos sem eles?). Do lado direito um telefone "primitivo", estilo "Graham Bell"

15 de jan de 2012

SAUDADES

Quando vi esta passarela incompleta, na rodovia de acesso a Florianópolis, me deu uma saudade doida de Porto Velho. Por que será? (Foto Mar)

DIVERSIFICANDO


(Fotos Marcela Ximenes e JCarlos)

ANSIEDADE

Aguardo, ansioso, os desdobramentos da Operação Termópilas, cujas audiências se iniciam nesta segunda feira e para as quais o desembargador Sansão Saldanha convidou o público a acompanhar. Temo que a coisa vire circo.
Outra expectativa é para o possível retorno do dublê de deputado e apresentador no programa "Fique Ligado", na Rede TV RO. Defensor da moral e bons costumes, usava um cassetete para demonstrar a sua indignação contra aquilo que ele achava errado. Suspeito de estar envolvido com o grupo que recebia dinheiro desviado do SUS e da comida de doentes e presos, o deputado aparece em gravações solicitando serviços de acompanhamento amoroso.
Estou aguardando para saber tudim.

VACAS

Nunca entendi bem o projeto Cow Parede, mas já encontrei estas vacas em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Aqui elas estão espalhadas em Florianópolis, Joinville e Blumenau, por onde passamos. (Fotos JCarlos)
 Vaca cinegrafista, no Beira Mar Shopping
 Vaca na Vila Germânica, em Blumenau
Vaca verde, pastando na porta da Havan, também em Blumenau
Vaca 'Dudalina', de Balneário Camboriú

14 de jan de 2012

HEIN?

A Mar queria ir na "Estrada Bonita", local de turismo rural próximo à entrada de Joinville. Tínhamos as informações contidas no Guia Quatro Rodas, mas nenhuma placa apontava onde era a bendita estrada. (Foto Marcela Ximenes)  
 Parei em um posto da Polícia Rodoviária e o Inspetor explicou como chegar lá:
- O senhor faz o retorno e roda uns 20 quilômetros, aí vai ver um pato. Faz o retorno de novo, entra à direita e depois à esquerda, em direção ao pato. É lá;
Segui as instruções, mas sem saber o que era o tal do "pato". Falei com a Mar: "Será que ele não disse "placa"?". ao chegar vimos que o "pato" era um marreco, símbolo do restaurante. (Foto JCarlos)

FOTINHAS

 Oceano Atlântico emoldurado por uma janela da Fortaleza de Santa Cruz, na ilha de Anhatomirim
 Uma guarita vista de outra. Também na Fortaleza de Santa Cruz. Ponha reparo na semelhança arquitetônica com o Real Forte Príncipe da Beira. Não é coincidência, era o costume da época (Século XVIII)
 Escuna transvestida em barco pirata
Forte de Santa Bárbara. Ponto mais próximo entre a ilha de Santa Catarina e o continente e local preferencial  de ataques por parte de piratas. Hoje sede de um museu. (Fotos JCarlos)

BOAS IDÉIAS

Barcos customizados
A empresa Scuna Sul oferece quatro tipos de passeios pelas baias do norte e do sul, entre a ilha de Santa Catarina e o continente. Dependendo de onde você zarpa a escuna é um barco comum ou customizado. Contei três escunas ambientadas como se fossem navios pirata. Em uma delas um homem trajando roupas semelhantes às do capitão Jack Sparrow, da série "Piratas do Caribe", imitava com perfeição o ator Johnny Deep, nos trejeitos e modo de andar.
"Jack Sparrow", comanda a escuna "Marujo's"
São, nada mais, nada menos, uma média de 800 passageiros por dia, a R$ 45 por cabeça. Os barcos dispõem de serviço de bar, com água, cerveja, refrigerantes e salgadinhos.
Este é um tipo de atividade que eu ainda quero ver sendo explorado nos reservatórios das UHEs Santo Antônio e Jirau. anotem, se bem conduzido o investimento tem retorno garantido. (Fotos Marcela Ximenes e JCarlos)

TURISMO EM SANTA CATARINA

O Turismo é uma das minhas áreas de interesse, na teoria e na prática. Fiz três períodos do curso de Turismo na Faculdade São Lucas e tenho uma biblioteca básica (li todos os livros). Vimos em Santa Catarina cidades muito bem sinalizadas - com exceção de Joinville -  onde você não se perde e chega fácil a qualquer atrativo turístico.
No passeio de escuna, venderam menos passagens que a capacidade do barco. Viajamos confortavelmente (Foto JCarlos)

Quando fomos à Ilha do Campeche, o vendedor de ingressos/passagens avisava da "capacidade de carga" do local, fixada em 480 pessoas. No passeio de escuna para as fortalezas de Florianópolis, a mesma coisa. Limitavam a quantidade de passageiros a menos que a capacidade do barco. Lembrei que foi justamente a não observação da capacidade de carga que inviabilizou a exploração de um hotel flutuante no rio Maici, que separa os estados de Rondônia e Amazonas, ainda na década de 1990.
As estradas também são bem sinalizadas, sejam rodovias federais, estaduais e municipais. Nos apoiamos em mapas e GPS apenas para saber distâncias e para eventuais dúvidas.

MARRECÓPOLIS

Prato típico da cozinha alemã, o marreco é visto por todos os lados em algumas cidades de Santa Catarina, por onde passamos. (Fotos JCarlos)
 Restaurante Grün Wald (Floresta Verde), em Joinville. A Mar experimentou o prato e gostou
 O indefectível 'orelhão' temático, também em Brusque
Na FIP - Feira da Moda, a ave dá boas vindas em Brusque
(Perdi as outras fotos, não sei onde salvei)

'PRACAS'

Afinal, a palavra "óculos" é singular ou plural? (Foto JCarlos)

13 de jan de 2012

E FALANDO NISSO...

Tive que ler e reler o rilise do Ministério Público de Rondônia, com o seguinte título: "MP move ação contra funcionário que cobrava propina em troca de cova privilegiada no Cemitério de Guajará".
Pensei, não é possível. Além da família chorar a perda de um  ente querido, sofrer nas mãos de agenciadores de enterro (Máfia das Funerárias), agora também tem que aturar coveiro safado, que vende área vip no cemitério?
Se bem que a Igreja Católica vendia indulgências, algumas seitas vendem lugares no céu e religiões prometem não sei quantas virgens no paraíso, se o camarada se explodir levando quem estiver no entorno dele...

GAMBIARRA


Exemplo da criatividade de sujeito liso. (Fotos JCarlos)

AS BRUXAS DA LAGUNA

Aproveitando esta data emblemática, sexta-feira 13, primeira do ano, divulgo uma lenda urbana recolhida pelo professor Francisco Cascaes entre os pescadores do sul da Ilha de Santa Catarina. As figuras das bruxas estão expostas no Museu Nacional do Mar, em São Francisco do Sul (SC) e são de autoria de Jone César Araújo ("Diorama").(Fotos JCarlos)
 
Viagem Bruxólica
Num certo dia um pescador da Ilha de Santa Catarina notara que sua baleeira, embora fosse guardada por ele sempre limpa e seca, algumas vezes quando ia pescar a encontrava molhada e com areia.
Então certa noite resolveu espiar escondendo-se dentro da baleeira.
Para sua surpresa, cinco mulheres suas conhecidas na comunidade, entraram no rancho e roubaram sua embarcação, lançando-a ao mar... Elas foram se transformando em mulheres horrendas, de mãos e pés grandes. Enquanto remavam, a chefe, que inclusive era sua comadre, gritava no comando: - Remem, suas éguas, pois a cada remada alcançaremos uma légua...

Obs.: Em outra versão que li desta lenda, a "chefa" das bruxas era a mulher do pescador.


12 de jan de 2012

"PASSA CARTÃO?"

Considerando os defeitos do tal "sixtema", não perdoo os comerciantes que não aceitam cartões de débito ou de crédito para pagamento de qualquer despesa. Personagens de uma matéria na Record News, vendedores ambulantes nordestinos que trabalham neste verão nas praias de Santa Catarina, já recebem o dinheiro de plástico. (Fotos JCarlos)