30 de jun de 2012

PIONEIRO

Tive o privilégio de conhecer o senhor Conroy Theophilus Schokness, 84, que mora na Vila Candelária. Aposentado como funcionário público federal,  trabalhou na Estrada de Ferro Madeira-Mamoré e "cumpriu tempo" no 5º BEC. Foi motorista da litorina e se orgulha de ter feito a viagem entre Porto Velho e Guajará-Mirim em "apenas" 12 horas. O trajeto era regularmente feito pelas composições ferroviárias em 24 horas, com pernoite em Abunã.
Ele conta sobre os pais, avós e a origem da família na Ilha de Granada ("Grenada"), no Caribe. O pai, Charles Natanael Schokness, trabalhou na construção da ferrovia, sendo contratado posteriormente como um dos encarregados pela manutenção da linha férrea.
 O senhor Conroy Schokness fala do passado
Pose especial com a foto do pai, Charles Schokness, ao lado do coronel Aluízio Ferreira, primeiro brasileiro a dirigir a Estrada de Ferro Madeira-Mamoré e primeiro governador do Território do Guaporé (Fotos JCarlos)

DICA DE CRÔNICA

The Porto Velho Times
A dica me foi dada pelo colega e colaborador deste brog Ricardo Ferreira. Gostei e estou compartilhando com vocês. O professor José Ribamar Bessa Freire publica crônicas manauaras no  blog do Altino Machado com regularidade. Nesta, "O Colecionador de Jornais", Porto Velho é citada no contexto da construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, em 1909.  (Ilustração Blog do Altino)

DESCRIÇÃO PRECISA

A colega liga para a mãe dela e descreve um "bicho" que apareceu no apartamento onde mora:
- Era assim, parecia uma formiga com antena... lembrava uma minhoca misturada com jacaré.
Não consegui compor uma imagem mental do bicho.

DE NOVO NOVAMENTE

Em um prazo de tempo que não posso precisar, locomotivas movidas a vapor voltarão a trafegar entre a estação de Porto Velho e a estação de Santo Antônio. Em uma das pontas da linha já está tudo pronto. Na outra extremidade as obras já foram iniciadas, precedidas de um levantamento arqueológico, para resgate de vestígios da antiga cidade de Santo Antônio do Alto Madeira.
 Garrafas de bebidas e de água gaseificada, recipientes de vidro para remédios, cacos de louça, pregos de ferro e moedas, datadas do final do Século 19
 A escavação mostra os vestígios de sucessivas ocupações
 Outra garrafa. Santo Antônio sempre foi um local onde os "barrigudinhos" se encontravam
 Marcações para escavações arqueológicas e da futura construção
 Natascha Rechetnicow, coordenadora municipal de Turismo, Sérgio Adeodato, jornalista fazendo frila e o Ricardo Ferreira, dasuzina de Santo Antônio

 Obras iniciais para o Memorial dos Povos Indígenas
 "Nova" Vila Candelária, pessoas moram muito próximo aos trilhos
 A distância mínima, por questões de segurança, é de 20 metros, medida a partir do meio dos trilhos
Trilhos quase sob a terra. Todo o trecho terá que ser refeito (Fotos JCarlos)

29 de jun de 2012

CENAS DA CIDADE

Banzeiros andou por Santo Antônio, Vila Candelária e "Nova Candelária" e relata o que viu.
 Restos da festa de Santo Antônio. A faixa foi parar na fogueira, mas não queimou. Milagre?
 "Nova Candelária". Literalmente nos trilhos
Veículo na garagem
 
 Gatos e sapatos
 Na janela lateral...
 Papagaio camuflado
 Posando para a Revista Horizonte Geográfico
 Mangue urbano
 Tá na rede
 Faltando um pedaço
Ventilador pré destinado (Fotos JCarlos)

DYDYO 11 ANOS

A fábrica de refrigerantes Dydyo aniversaria hoje, completando 11 anos de uma heroica existência. Lembro do início, das piadas e brincadeiras que fazíamos. Assisti, também, às mudanças nas fórmulas, no sabor, no visual, na forma de anunciarem e distribuírem o produto.
A evolução é evidente e temos que parabenizar aos executivos da empresa que souberam ousar e não desistir frente às milhares de dificuldades, que hoje, talvez, nem se lembrem.

PELA COLIGAÇÃO

Seja qual for o rumo que o PMDB de Porto Velho tomar amanhã, o vice-prefeito Emerson Castro apoiará. Isto porque é um militante leal. No entanto, ele torce para que a Executiva Municipal ponha o pé no chão, a cabeça no lugar e parta para uma coligação com outros partidos, oferecendo a "cabeça" da chapa.
Emerson espera que a dobradinha PT-PMDB continue e justifica: "Fátima [Cleide, candidata do PT] teria o apoio da Dilma; o Lula, está solto fazendo campanha pelo país e pode vir aqui; ela tem militância, tempo de TV, ficha limpa... Com o PMDB coligado, com a nossa militância grande, com nossa experiência politica, não tem boca, meu amigo."
Vetado logo no início das conversas e com impedimentos particulares, Emerson Castro não insistiu. Mas não desistiu e avisa: "Eu sempre leio que foi da vontade de Deus. Não era para ser agora. Mas não desisti e haverá de chegar o dia. Em 2014 é certo que serei candidato. ALE."

TUDO AMANHÃ

Mais cedo postei no Tuíter: "Passei pela convenção do PR. Miguel de Souza está firme em sua candidatura a prefeito. Ele disse que só amanhã as coligações se definem." Como resultado desta convenção, foi homologada a nominata de 21 candidatos a vereador e a autorização para "a executiva fechar alianças e definir a composição da [chapa] majoritária (...)."
Como estão previstas para este sábado as convenções do DEM, PT, PDT, PMDB, PPS (+PP, PSDC), PMN (+PTB, PSL, PRP, PTdoB, PTN, PRB) e PSB, tudo é possível acontecer. Inclusive nada.

DIÁLOGOS INSÓLITOS

Acabei de ter um destes diálogos insólitos, mas que confirmam os pôstes anteriores:
Eu: - Seu Fulano! Estava esperando ver seu nome entre os candidatos a prefeito de Porto Velho...
G: - Você é meu amigo, é? Vou te dizer, a pressão foi grande...
- Sinceramente não sei porque as pessoas gostam de sofrer. A prefeitura de Porto Velho deve ser complicada.
- A pressão passou para o Mário Português. Não sei que mosca mordeu ele, que ficou louco. Ontem ele me  chamou e disse: "Estou formando meu pessoal, só gente de alto nível. Quero que você seja meu secretário da Fazenda." Respondi: Não faça isso, eles [Imprensa] vão me perguntar e eu vou dizer que é mentira.
Meu interlocutor foi embora, apressado, resolver os problemas da empresa dele.

O VENENO DA 'MOSCA AZUL'

O veneno da mosca azul atua de forma diferente em cada organismo onde ela inocula o seu parasita incurável. Alguns passam a ter delírios de poder, já se antevendo no cargo, fazendo nomeações e armando esquemas para apressar o enchimento da caderneta de poupança, para a compra daquele apartamento de cobertura, com vista para o rio Madeira. Em outros, o veneno faz efeito lento e a decisão de sair candidato "imbatível" demora mais a ser tomada. De uma forma ou de outra, os parasitas deixados pela mosca azul são iguais aos da malaria. Volta e meia aparecem, apenas para dizer: "Ó, tô aqui!"

A HORA DA DECISÃO

Chegando na hora da onça beber água, hoje e amanhã a grande maioria dos partidos decide que rumo irá tomar nas eleições de outubro. Alguns já chegam às convenções apenas para cumprir a legislação eleitoral; outros ainda com o futuro indefinido. A luz no fim do túnel não apareceu para todo mundo, até por que a noite passada foi passada em claro por muitos - até agora - pretensos candidatos, que podem ver entre hoje e amanhã o seu sonho voltar a ser sonho.

EUFEMISMOS

O deputado federal Francisco "Tiririca" Everardo considerou natural a "aliança pragmática" entre Lula e Paulo Maluf, para que o biônico Fernando Haddad se eleja prefeito de São Paulo.
O que era antes um conchavo espúrio, hoje é uma aliança pragmática;
O que antes chama vibrador, hoje é massageador íntimo;
O que chamava antigamente demissão, hoje se chama desmobilização;
Antes era desmatamento, agora é supressão vegetal rasa; 
Caixa 2 virou recursos não contabilizados; e por aí vai... 
Como diz o Zé Simão, "Tucanaram o mundo"

28 de jun de 2012

SEM NOÇÃO

Apresentador fazendo merchã ao contrário: - Um abraço para o pessoal da Pizzaria XXXX. A lôra [assistente do programa] foi lá ontem, comeu muita pizza e saiu passando mal...

LÁ É ESTRANHO, AQUI JÁ ESTAMOS ACOSTUMADOS

O Portal Comunique-se comenta, com ares de reprovação, a estratégia "midiática" usada pela Assessoria de Imprensa da Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro para anunciar a prisão de um traficante de drogas procurado pela polícia.
Colegas tupiniquins, aqui em nosso Estado, é este tipo de providência a tábua da salvação de muito programa dito jornalístico. E dá para eleger de vereador a deputado federal.

Com direito a release, secretaria do RJ promove evento com a imprensa para anunciar prisão de traficante

Atualizando: Eu não disse?

DICA DE SAITE

Para quem gosta de filmes e séries antigos e novos, a dica é acessar o Clube do Colecionador, do Márcio Neves. Há muitas opções de temas e gêneros. Foi lá que encontrei a mini série "Mad Maria", que, como a Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, está no limbo (fora de catálogo da Globo.Com), devido a alguma maldição de um estafermo qualquer.

27 de jun de 2012

PRACAS

Na dúvida....
(Foto JCarlos)

FRASE

"Estamos chegando às vésperas do período de 90 dias em que buscarão desfazer tudo o que foi conquistado nestes quase oito anos". Williams Pimentel, secretário municipal de Saúde, sofrendo antecipadamente o período eleitoral, quando a administração da qual faz parte se tornará vidraça, alvo de muitos estilingues e baladeiras, dependendo da origem do atirador.

SOBRANDO, FALTANDO E O SUPER CANHÃO

Definido o primeiro casal, digo, a primeira dupla de candidatos a formar a chapa para disputar as eleições municipais, fiquei pensando nos prós e contras que pesam sobre a vereadora Mariana Carvalho (PSDB) e do empresário Guilherme Erse (PSD), pré-candidatos a prefeito e a vice, respectivamente.
Contra eles, a falta de experiência como executivos, apesar da curta passagem do Guilherme pela chefia da Casa Civil, que não conta, pois o governador resolvia tudo sozinho. Aliás, ah, deixa para lá.
A favor,  ambos são jovens, de boa estampa, bem educados, filhos de políticos experientes e com bons propósitos já externados na reunião que lançou os nomes de ambos para a Imprensa caripuna.
Além destes atributos, a dupla dinâmica tem aquele que eu acredito ser o mais importante, uma arma secreta, o Schwerer Gustav rondoniense: o deputado Hermínio Coelho, que já está destilando fel, doido para subir no palanque e desancar, sem dó ou piedade, o prefeito Roberto Sobrinho.
Só um detalhe: a Alemanha perdeu a guerra.

ASSUMINDO A CULPA

Funcionário do Detran-RO, em entrevista à TV Rondônia, ao analisar dados estatísticos sobre acidentes de trânsito, afirma que os condutores de veículos (carros e motos) passam por autoescolas e saem às ruas sem estar preparados.
"Ara, ara, ara", como dizia minha avó. Quem é o órgão responsável por emitir as CNHs no Estado? Qual é o órgão responsável por fiscalizar os tais Centros de Formação de Condutores?
Quem sabe as respostas?

26 de jun de 2012

NÃO POSSO DEIXAR PASSAR

Primeiro ouvi na rádio, mas não estava prestando atenção e fiquei na dúvida se foi aquilo mesmo que pensei. Depois, a tevê me fazia companhia enquanto eu trabalhava e ouvi novamente. "Não estou ficando doido (ainda)". Prestei atenção e o comercial não voltou na próxima janela. Continuei escrevendo sem ter a certeza absoluta de ter ouvido.
No domingo a Mar mostrou um out-door, onde a mensagem que me perseguia estava, mas eu, dirigindo, não li. Há poucos momentos fui dar um 'rolé' nos saites locais e encontrei, para meu alívio. É verdade mesmo.
Adeus e não haverá saudades, nem da crase. A Mar fica no prejuízo, mas paciência.

ENQUANTO PODE

O vereador e pré-candidato a prefeito de Porto Velho pelo PMN, Mário Sérgio, participou hoje da solenidade de assinatura da ordem de serviço para construção do Espaço-Mulher, um local em que serão concentrados os serviços e politicas públicas dedicadas às mulheres.
A participação não teria nada demais, se o vereador não fosse - segundo boas e más línguas - o plano C do prefeito Roberto Sobrinho na tentativa de fazer o sucessor ao Palácio Tancredo Neves. (Foto JCarlos)

FRASE

"Estou no inferno. Em pleno verão, chove e me trava a vida!" Prefeito Roberto Sobrinho, ao chegar para evento de lançamento da assinatura da ordem de serviço para construção do Espaço-Mulher.
Para comprovar as palavras do prefeito, dois flagrantes:
 Entrada da Maternidade Municipal "Mãe Esperança"
Rua José Bonifácio com rua Tabajara. 
O problema aqui já é antigo, o novo é o buraco em primeiro plano (Fotos JCarlos)

FALAR MAL É FÁCIL

A chanceler alemã Angela Merkel deita falação sobre os resultados da Rio+20. Acontece que, ao invés de vir para o Brasil defender o que ela e os compatriotas (que ela representa) pensam, foi para Gdanski, na Polônia, torcer para a seleção de futebol.
Me poupe, senhora. (Foto Lancepress esportes@band.com.br)

DESENCANTO

Com o anúncio, por parte do presidente da executiva municipal do PSDB, que o partido vai se coligar com o PSD para formação da chapa de candidatos a prefeito e a vice para a Prefeitura de Porto Velho pôs fim a um período de trevas, em que ninguém queria ser vice de ninguém. Todo mundo se achava cacifado para o cargo de executivo municipal.
Aí, perguntei no Tuíter: "Mariana (PSDB) e Guilherme (PDD) tinham planos para 2014. Agora, como fica se forem eleitos?"

25 de jun de 2012

CENAS DA CIDADE

 Novas torres de transmissão dasuzina de Santo Antônio
 Vai começar o "me engana que eu gosto"
 O passarinho bateu na vitrine da padaria e ficou zonzo. Logo depois da foto se mandou
Espaçoso. Estacionou sobre a calçada, na esquina da rua Andréia com avenida Calama, no Aponiã. 
Terra sem lei (Fotos JCarlos)

OS VICES NÃO VICEJAM*

Lendo o editorial do Diário da Amazônia sobre a "quebra de safra" de pré-candidatos a vice-prefeito para as próximas eleições em Porto Velho, assunto já comentado neste brog, fiquei pensando em tantos desacertos que já aconteceram quando, para efeito de coligação, uma determinada pessoa é indicada a fazer parte de uma chapa de outra com quem não tem nenhuma afinidade. Os exemplos são muitos, as exceções confirmam a regra.
Temos bons exemplos de vices que foram absolutamente leais aos titulares. Cito aqueles que me vêem à memória: Itamar Franco, com Fernando Collor; Marco Maciel, com Fernando Henrique Cardoso; Orestes Muniz, com Jerônimo Santana; Miguel de Souza, com José Bianco e Emerson Castro, com Roberto Sobrinho. A lealdade destas pessoas citadas nem sempre foram reconhecidas e os vices, de acordo com as características próprias, ficam nas deles e deixam que a estrela, ops, o sol do titular brilhe sem nenhuma sombra.
(*Trocadilho safado, este)

MALDADE

Transcrevo nota do Informe Amazônia, do Diário da Amazônia de hoje: "Centenário - Na última sexta-feira, o secretário dos Esportes, da Cultura e do Lazer, Francisco Leilson "Chicão" e uma equipe técnica da Secel foram recebidos pelo secretário-chefe da Casa Civil, Juscelino Amaral. O encontro não foi para tratar da demissão de Chicão, e sim para discutir parceria para as comemorações em homenagem ao centenário [da Madeira-Mamoré], inclusive para a programação referente ao dia 1° de agosto".
Estão fritando o secretário em óleo morno. E o grifo é meu.

PRACAS

 (Foto Marcela Ximenes)
(Foto JCarlos)

CENTENÁRIO

Quem caminha ao longo do que ainda resta dos trilhos da extinta Estrada de Ferro Madeira-Mamoré depara com peças ou mesmo antigas locomotivas abandonadas. A ideia é juntar tudo em um só lugar para evitar, pelo menos, que o ferro continue a sofrer a força da natureza. O entrave para esta ideia é desconhecer se as peças resistirão à retirada de onde estão e se não vão se desfazer no trajeto até o novo "museu".
 Foto de Michael Lewin, da série Ferro x Natureza - EFMM
Locomotiva tombada em frente ao "Casarão dos Ingleses" (Foto JCarlos)

22 de jun de 2012

UMA VILA RISCADA DO MAPA

Desde que comecei a me interessar pela história Regional, acho inconcebível visitar a região onde ficava a sede do município de Santo Antônio do Alto Madeira e encontrar como vestígios da antiga cidade apenas a capela de Santo Antônio e o marco comemorativo do centenário da Independência do Brasil, de 1922.
Segundo o professor Dante Ribeiro, a vila de Santo Antônio teve dois momentos: um iniciado por volta de 1860. A vila ficava mais próximo ao rio Madeira, na região onde hoje é a captação de água da Caerd. Depois teve a "Vila Nova", que foi construída ao longo dos trilhos da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, após 1907.
Consta, em relatos orais, que os prédios que existiam no local foram todos demolidos na segunda metade da década de 1960, pelos militares que vieram com a missão de desativar a ferrovia, substituindo-a pelas rodovias BR-364/425 (Porto Velho - Rio Branco; Abunã - Guajará-Mirim).
Para a construção de prédios para recepção de turistas nas proximidades da capela, a Santo Antônio Energia encomendou à Scientia Consultoria o trabalho de identificação do sítio arqueológico. Estão sendo encontrados vestígios de cerâmica e vidro, além de pedaços de antigas edificações.
Fui presenteado pelo amigo Fernando Marques, do Museu Paraense Emílio Goeldi e que colabora neste projeto, com uma foto do início do século 20 e um mapa de onde estão sendo feitas as intervenções.
Esta foto foi tirada a partir da capela, sentido ponte sobre os trilhos da EFMM
Foto de satélite mostrando local da intervenção (foto e ilustração acervo Fernando Marques/MPEG)

FRASE

"Eles estão fazendo um filho e não sabem para quem entregar", Juscelino Amaral, secretário-chefe da Casa Civil de Rondônia, ao comentar a fase pós-revitalização da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré pelasuzina de Santo Antônio.

DICA DE EVENTO

Para quem curte arte naïf não pode perder a exposição "Pontuando", do artista plástico Ariel Fietz, que estará à mostra a partir do dia 24 até dia 04 de julho, na Casa de Cultura "Ivan Marrocos".
(Reprodução http://arielfietz.com/)

FALTOU UM

O jornalista Carlos Sperança pergunta: "Punhal afiado - O empresário Mário Português (PPS) começa sua carreira política já apunhalando. Tinha compromisso com Miguel de Souza para ser vice, mas no  meio do caminho desistiu e transformou num concorrente. Onde será que aprendeu? Com Garçom? Com Expedito?" Faltou o mentor-mor de tutti quanti: Ivo Cassol.

21 de jun de 2012

CENAS DA CIDADE

De tudo um pouco, nesta cosmopolita cidade
Moto com cinto de segurança, mas sem capacete. É uma coisa ou outra? (Foto Maks Rocha / Ag.Imagem News)
 Rua Euclides da Cunha, antes da coleta chegar (Foto Jota Gomes)
 Sentinelas na travessia da Balsa (Foto Jota Gomes)
Canoa "aparecida" na vazão do rio Madeira, na praça da Madeira-Mamoré (Foto JCarlos)

QUEIMANDO O MATO

É inútil gastar dinheiro e saliva para tentar mudar a cabeça quadrada de algumas pessoas, que teimam em queimar lixo e mato seco nesta época do ano, apesar das campanhas feitas para impedir esta prática. É só fumacê.
Atualizando: O tema "combate às queimadas urbanas" foi apresentado pela Prefeitura de Porto Velho no Rio + 20, conforme leio no rilise enviado pela Comdecom.
 Rua Prudente de Moraes, próximo à vila dos militares do 5º BEC
 Na mesma Prudente de Moraes, quase chegando á BR-364
 Final da rua Daniela, no bairro Aponiã
Na mesma Daniela (Fotos JCarlos)