15 de abr de 2014

DE PAI PRA FILHO

Somente ontem tive a oportunidade de assistir ao filme "Gonzaga - de pai pra filho", que foi exibido nos cinemas no final de 2012 e depois passou na TV Globo. Por eu conhecer a história do Luiz Gonzaga e do Gonzaguinha, gostei do filme e confirmei o quanto o Gonzaguinha tinha ódio ao pai, durante um período da vida. A reaproximação foi difícil.
Muitas vezes você se ausenta de casa para trabalhar e dar conforto aos filhos e eles não reconhecem isso. Ou melhor, reconhecem depois que você morre.
Gonzaguinha desdenhou Gonzagão. Para ele, ser o "Rei do Baião" era uma coisa decadente - brega, diríamos hoje. Para Gonzagão, a música do filho era de "comunista".
Por ter apoiado a campanha eleitoral de Tancredo Neves para governador de Minas Gerais, Gonzaguinha ganhou um cargo na rádio estatal Inconfidência. Era odiado por quase todos. Intratável.
Luiz Gonzaga morreu em 1982 e o Gonzaguinha, em 1991. (Ilustração Ideiafixa.Com)

Nenhum comentário: