23 de abr de 2014

MAIS UM

O saite Rondônia Dinâmica traz a incrivel história da ex-prefeita de Primavera de Rondônia (distante 545 quilômetros da Capital), Eloísa Helena Bertoletti, que foi condenada por improbidade administrativa pela  2ª Vara Cível de Pimenta Bueno. Durante o mandato dela, de 2009 a 2012, fez algumas nomeações, como é de praxe no serviço público. Só que os nomeados exerciam suas atividades longe do gabinete da prefeita.
A matéria, baseada na sentença da juíza Keila Alessandra Almeida, conta que o senhor Altair dos Santos, que possui nível fundamental, foi nomeado Assistente Municipal, mas era o jardineiro da casa e da chácara de Eloísa. Salário de R$ 380,00.
Já Luciana Andréia Gaspari, "exerceu", consecutivamente, as funções de: Assistente Municipal, como merendeira, depois, como monitora. Em seguida foi nomeada diretora de Comunicação Social (possui nível fundamental). Nesta época foi aprovada em concursos público para merendeira/cozinheira. Para tomar posse, Luciana foi exonerada da função como diretora de Comunicação e nomeada de novo na mesma data.
Com todas estas atividades, Luciana ainda fazia "bico" como empregada doméstica na casa da prefeita.

Nenhum comentário: