26 de jun de 2013

EFEITO COLATERAL

A revolta das massas nas ruas provoca efeitos colaterais interessantes no poder. Já tivemos redução das tarifas do transporte público em dezenas de cidades; sugestão da presidente Dilma de convocação de uma Constituinte, que virou plebiscito e pode virar referendum; já tivemos a derrubada da PEC 37 e a votação da aplicações dos royalties do pré-sal. Pegos no contra-pé, autoridades tentam, não compreender, mas sair dessa encrenca.
Já houve manifestação contra teleférico na Rocinha; contra violência policial na favela da Maré; contra os gastos com as Copas; contra a ausência de investimentos na educação, saúde e transporte público; contra a ausência de acessibilidade; contra a corrupção e a impunidade; contra os partidos políticos e seus militantes; contra governadores e prefeitos; contra a demora na emancipação de novos municípios; contra todo o sistema e até contra o "Fuleco" (leia-se Coca-Cola). Outras virão, além da greve geral, convocada para o dia 1º de julho!
Todas as manifestações que vejo na tv, ouço, mentalmente, a trilha que não poderia  ser outra, senão Chico Buarque cantando "Pelas Tabelas".  (Foto do @dancoc, feita pela Marcela Ximenes 20/06/2013/Via Instagram)

Nenhum comentário: