26 de jan de 2012

DESCARREGO

Encontrei um ex-colega de trabalho que hoje atua na Assembléia Legislativa. Perguntei como as coisas estão por lá. Ele falou, com extrema tristeza, que quando acontece alguma coisa como a "Operação Termópilas", todo o quadro funcional sofre, especialmente aqueles que nada tem a ver com os rolos que acontecem ao redor.
Seria preciso que houvesse um apoio psicológico, como a polícia militar faz, para que os servidores superem os traumas recorrentes.

Nenhum comentário: