4 de jan de 2012

DE BICO EM BICO

A Pipira nos encontrou na Praia do Matadeiro. Eu tomando coragem para aprender a surfar (e olha o nome do lugar). Ela veio com uma conversa de que conheceu um tal de Bicudinho-do-Brejo, natural da Ilha de Santa Catarina, ou como eles gostam de ser chamados, 'Manézinho da Ilha'. O pássaro soube que houve outro rolo com a Assembléia de Rondônia. Desatualizado, liguei para o Bico-de-Brasa, que contou tudo. Segundo o Bico, alguém deu um parecer dizendo que a ALE deveria restituir aos deputados valores retidos na fonte. O negócio estava dando tão certo que, quem aceitava ou solicitava a restituição, o fazia na fórmula "fifty-fifty". Ou meio a meio, grosso modo, pois o "interessado" ficava com a metade, o advogado, 10% e os outros 40% para quem liberava o dinheiro. O Bicudinho ficou arrepiado. Expliquei para ele, que sabendo pela imprensa quem estava envolvido na história, é de se esperar que a coisa venha de outros tempos.

Nenhum comentário: