25 de out de 2012

PESAR

Lamento a "morte" das edições das segunda-feiras do Diário da Amazônia. O que era o diferencial do matutino, que fez a alegria de quem gosta de ler jornal impresso nos últimos anos, desaparece e tudo volta a ser a mesma coisa. Infelizmente.
Talvez o DA esteja acompanhando uma tendência mundial, já que a revista  Newsweek anunciou, há poucos dias, o fim da sua versão impressa, passando a ser apenas digital.
Nós outros ficamos sem a edição da segunda do Diário e sem a versão digital, que morreu há tempos.

Nenhum comentário: