2 de dez de 2014

OUTRA NOTÍCIA QUE TRAZ LEMBRANÇAS

Deu no G1: Policiais militares, usando um helicóptero, perseguiram ladrão de carros em Goiânia e após disparar muitos tiros, pegaram o cara, que ainda levou um tiro na perna.
Não sei se o carro vai servir mais para alguma coisa. 
(Reprodução TV Anhanguera/JCarlos)

Há alguns anos um carro zero, retirado da loja naquele dia, foi furtado da casa do proprietário, que ao perceber o roubo telefonou para o delegado da cidade (aí a memória me falha, não sei se Ariquemes ou Jaru), que imediatamente colocou os agentes em busca do veículo.

O carro roubado foi visto passando pelo posto da Polícia Federal (naquela época havia postos ao longo da BR-364) e o agente que estava mais próximo foi avisado, saindo em perseguição, para isso "requisitou" uma caçamba que passava na hora.

Como o ladrão dirigia tranquilo, pensando não ter sido descoberto, foi logo alcançado pelo caçambeiro e pelo policial civil, que deu ordem de parada com tiros de escopeta em direção ao motor. Por causa do susto ou dos tiros, o carro saiu da rodovia e capotou.

O agente avisou ao delegado que a missão tinha sido cumprida com êxito e o dono do carro foi recuperá-lo. Ao ver os estado do veículo, todo arrebentado - mas, ainda com plástico nos bancos -, caiu em prantos...

O pessoal mais antigo da Polícia Civil deve se lembrar desta história.


Nenhum comentário: