6 de abr de 2015

PESAR

Acabo de saber da morte do grande amigo Nahim Aguiar, que ocorreu hoje. Fomos apresentados por volta de 1993, quando fui trabalhar como assessor de Imprensa na Fiero, onde ele era um dos diretores e, depois, diretor do Senai. A amizade durou todos estes anos, algumas vezes muito próximos; trabalhando lado a lado, viajando a serviço ou a lazer, eu o acompanhando em pescarias no rio Caracol ou bebendo cerveja nos "bregas" em Jacy-Paraná. Muitas histórias.

Nos últimos anos o Nahim andava doente, mas não abandonava as suas paixões: as frutíferas, no sítio em Candeias (esqueci o nome), a pescaria e cozinhar. Não vou me estender, pois a emoção não deixa eu pensar direito. Espero que você seja recebido pelo Pai, que também vai consolar sua família. Um abraço à professora Creuza Moraes, aos filhos Gustavo e Cristiano e demais familiares. Até logo, amigo.

Na foto, que encontrei no perfil no Facebook, Nahim entre os irmãos Assad (esq.) e Zé Maria

Nenhum comentário: