3 de abr de 2015

PRAZO DE VALIDADE VENCIDO. DIZ-QUE

Assim como os recorrentes "alertas" feitos pelos cronistas políticos, a cada quinta-feira, de que no dia seguinte haverá mais uma operação com nome esquisito da Polícia Federal, onde jornalistas/deputados/vereadores/secretários de estado/assessores/vereadores e etc. receberão semi-jóias em formato de pulseiras em aço inoxidável, também recebo regularmente informações de "bastidores" dando conta da queda iminente do chefe da Casa Civil Emerson Castro.



Em fins de janeiro, inicio de fevereiro, duas fontes (em momentos diversos) vieram fazer mais um vaticínio: "De março, ele não passa". O "ele" é o Emerson. Não adiantou eu argumentar, dando alguns exemplos da atuação dele nas articulações que são de sua responsabilidade, pois, disseram, a sentença estava proferida e faltava apenas o juiz, no caso o "góvi", bater o martelo. Março passou e abril chegou.

A especulação continua. Fui à Pipira saber o que se passa, e ela não diz nada porque sabe de onde saem os torpedos - no sentido bélico da palavra - contra o Emerson: da própria trincheira dele.  (Ilustra Shutterstock)

Nenhum comentário: