6 de jan de 2015

GENTE QUE CHEGA, GENTE QUE SAI

Assumiu a Diretoria-Geral do Detran-RO o amigo José Albuquerque Cavalcante. Ele assessorava o senador Acir Gurgacz nos últimos quatro anos. Trabalhei com ele quando foi nomeado secretário-adjunto da Seduc, no governo Jerônimo Santana, quando o titular era o então vice-governador Orestes Muniz.

Desejo sucesso neste cargo que é dificil, pois o Detran é unanimidade em termos de reclamações.

NA MINHA MÁQUINA DO TEMPO

Albuquerque tomou posse na Sudeco (prédio onde funcionava o gabinete do governador, hoje Sesdec) e durante a solenidade Orestes passou mal e teve que ser internado emergencialmente. Orestes foi para o Hospital de Base, enquanto Albuquerque foi para a Seduc, onde só conhecia a mim, que acompanhei o vice-governador, quando foi fazer o convite para integrar o governo.

Para piorar a situação, o Sintero, na época presidido pelo Roberto Sobrinho, cercou o prédio da Seduc, de onde ninguém podia entrar ou sair. Manifestantes levaram um caixão de defunto (em que o morto era Jerônimo Santana) para o interior do gabinete. A minha secretária, que estava "gestante" (como ela dizia), saía da nossa sala quando o "enterro" entrava. Ela desmaiou de susto.

O féretro foi colocado na sala da secretária e os manifestantes exigiam uma audiência imediata com o secretário. Albuquerque não sabia como agir. Aconselhamos a aceitar a entrada da comissão, mas com a retirada do caixão de defunto. Depois de muita negociação a proposta foi aceita, a comissão entrou, apresentou a pauta e a vida seguiu. Neste período de licença do secretário titular, tive a oportunidade de conhecer José Albuquerque, nas longas viagens pela BR-364 conversamos muito e surgiu a amizade.

Nas férias de 2012, estávamos a Mar e eu, tomando café da manhã no "Rancho Ôpa", em Itapema - SC, e eis que surgem, para nossa surpresa, claro, José Albuquerque, dona Plantina, esposa dele, e filhos. Moradores em Rondônia se encontrando tão longe de casa.

Nenhum comentário: