11 de jan de 2015

IMAGEM DISTORCIDA

Sempre que vou ao Rio de Janeiro pergunto aos taxistas sobre a violência na cidade, se aquilo que vemos nos telejornais é real: troca de tiros, arrastões, blitzen falsas e, principalmente, balas perdidas. A maioria sempre diz que há exagero e que há problemas, sim, em áreas localizadas.

Estava lendo o noticiário nos saites locais para saber se perdi alguma coisa hoje. Muita matéria antiga, em alguns, sem atualização desde sexta-feira. As editorias de Polícia é que seguraram os plantões. O G1-RO, por exemplo, das onze matérias publicadas das seis da manhã até às 20h nove são baseadas no B. O.

Quem estiver vindo para cá e for pesquisar o que aconteceu neste domingo, baseado apenas nas notícias publicadas, desembarca no aeroporto Jorge Teixeira querendo voltar logo, como eu faço no Rio de Janeiro.

Nenhum comentário: