23 de mar de 2015

A BASE DE LÁ E O APOIO DE CÁ


A semana começa com informações de que a presidente Dilma está sendo pressionada a fazer uma reforma ministerial não programada. A pressão viria do próprio PT, com o ex-presidente Lula incluído. Querem a saída de Aloízio Mercadante da Casa Civil e que o cargo seja entregue a outra pessoa, escolhida na base de apoio do governo, fora dos quadros do Partido dos Trabalhadores e do PMDB, claro. Ainda é efeito da saída estrondosa do Cid Gomes do MEC.

Mudando de assunto, no mesmo tema. Há poucos dias li uma notícia em que o redator citava um dos vereadores de Porto Velho como "membro da base de sustentação da presidente Dilma na Câmara Municipal". Na hora eu não sabia se ria ou chorava. Optei pela primeira alternativa. Ri de chorar!

Nenhum comentário: