27 de mar de 2015

REVISÃO TARDIA

No próximo dia 21 de abril, o ex-alferes Joaquim José da Silva Xavier, condenado a "morrer para sempre" e executado há 223 anos, terá outra chance. No Rio de Janeiro haverá a encenação de novo juri e, desta vez, o ex-militar, tropeiro e dentista, será absolvido do crime de conspirar contra a Coroa Portuguesa e tentar sonegar impostos. Não exatamente nesta ordem.

Após a sessão de julgamento sairá do Tribunal uma espécie de desfile pelas ruas do centro histórico da antiga capital da Colônia, com pessoas trajando roupas de época e cantando "Exaltação a Tiradentes", um samba-enredo de 1949, da Império Serrano.

Uma das organizadoras do evento disse: "Vamos 'desenforcar o Tiradentes'". "Liberdade, ainda que à tardinha", como diz o lema inscrito na bandeira de Minas Gerais, na tradução livre do Latim. (Ilustra Neli Neto)

Nenhum comentário: