2 de jan de 2015

GENTE QUE CHEGA, GENTE QUE SAI

Estou me desligando hoje da Santo Antônio Energia, como já estava previsto há uns dois anos. A minha sensação é de dever cumprido, pois nos últimos dez anos estive envolvido direta ou indiretamente, perto ou a distância no projeto dasuzina do Madeira.

Ao escrever este pôste, dei conta que os meus "ciclos" em Rondônia são quase que de mesma duração: 1986 - 1993, Governo do Estado; 1993 - 2004, FIERO/Miguel de Souza; 2004 - 2014, Furnas, Odebrecht, MESA e Santo Antônio Energia.
(Fotos JCarlos/Arquivo Pessoal)
Deixei a minha modesta contribuição neste projeto - duas grandes usinas no rio Madeira -, que para mim foi um desafio, com o aprendizado diário e o peso da responsabilidade, também, muito grande. Aprendi um pouco de cada uma das especialidades que se somam em um projeto deste porte, a começar entendendo a diferença entre 'montante' e 'jusante'​; depois o que é uma “ensecadeira” e por aí foi. Em muitas visitas que guiei – e o mesmo acontece com meus colegas – não era raro os visitantes perguntarem se era engenheiro, biólogo e ao dizer que sou jornalista, se admiravam ou se decepcionavam.

Mas o mundo gira e a Lusitana roda. Vamos em frente.

6 comentários:

Aroldo Vasconcelos disse...

Caro amigo José Carlos. Uma parte dessa sua trajetória (FIERO/Miguel) tive o privilégio de te conhecer e conviver; acho que por 10 anos... vejo em sua modestia e serenidade colunas de um bom profissional. Grande abraço amigo real.

Marcela Ximenes disse...

Você é uma referência no jornalismo local - seja como comentarista, articulista ou assessor de imprensa- parabéns pelo trabalho desempenhado desde Furnas até a Santo Antônio Energia.
Obrigada pelo apoio dispensado sempre que precisamos (todas as equipes em que trabalhei).
Tenho certeza que meus colegas e eu sempre poderemos contar com seus conhecimentos, porque você é um profissional exemplar e não sonega nada, pelo contrário, faz questão de compartilhar.
Nada mais justo o "apelido" que você ganhou no G1, caríssimo colega Google Sá.
Boa sorte!

(Amo você)

Unknown disse...

Grande Comandante Sá. Fico triste com a informação de sua saída da Santo Antônio. Tivemos ao longo dos últimos 12 anos uma relação de trabalho, amizade e respeito. Agradeço por sua dedicação e profissionalismo. Conte comigo e boa sorte. Forte abraço do amigo e companheiro Luiz Fajardo.

Anônimo disse...

Sá, sucesso nos novos desafios...
Abs,
Denitz

Lilian Campana disse...

José Carlos Sá ou somente Sá... Profissional da mais alta competência e um ser humano impar com o qual tive o privilégio de conviver, aliás, bem menos do que gostaria! Muito obrigada pela oportunidade de aprendizado, pela sua paciência em cada explicação e pelo sorriso sempre fácil.
Faltou uma coisinha, Sá... Essa saída à francesa vai deixar mais saudade ainda. Gostaria muito de mais umas resenhas para jogarmos conversa fora e bendizermos as boas faces da vida! Um, beijo no seu coração!

Anônimo disse...

E agora José?