2 de mar de 2015

CABIDÃO IRRACIONAL


Contra mão - Trafegando em sentido contrário à racionalidade da máquina pública, onde a economia deve estar alinhada à boa prestação de serviços à população, o neo-deputado estadual Aélcio "da TV" Costa (PP Porto Velho, 9.330 votos) esteve com o governador Confúcio Moura conversando sobre a criação de mais um órgão público: a Coordenadoria Regional Metropolitana, que, parece, seria uma prefeitura paralela para Porto Velho (ou seria uma prefeitura oficial?), realizando serviços relacionados à infraestrutura, que hoje são feitos de forma pontual pelo DER.

Acho que será mais um cabide de empregos e uma redundância, já que existe uma estrutura que funciona. O prefeito, que foi eleito para governar Porto Velho, concorda com essa "intervenção"? E o governador, que mandou racionalizar o uso dos telefones e dos combustíveis, sabe quantos CDSs estão em jogo nesta brincadeira?

Outra coisa, Aélcio foi vereador por dois anos e a marca que ele deixou na Câmara Municipal foi de ter sido o relator da comissão especial que examinou o pedido de impeachment contra Mauro Nazif, feito por iniciativa popular. O pedido foi arquivado. Sim, há razões legais que determinaram este arquivamento, mas ficou a marca indelével da absolvição.

O deputado Léo Moraes, também ex-vereador de Porto Velho, embarcou na mesma canoa furada, acho eu. (Ilustra Rabi-Rabix.Blogspot)

Nenhum comentário: