22 de mai de 2015

AVALIANDO DE LONGE

Mesmo não comentando nada da sucessão política do ano que vem, estou assuntando as arrumações de longe. Estou vendo gente mais animada que pinto no lixo. Da parte dos deputados, é um tal de propor, realizar e comparecer a audiências públicas que discutem todos os temas (a maioria sem dar resultado algum), com muitos discursos inflamados, como estamos acostumados a ver desde sempre.

Aqueles pré-candidatos que ocupam cargos de confiança, sempre dão um jeito de aparecer nas fotos ou se colocarem como papagaios-de-pirata atrás de quem está dando entrevistas, com uma cara de paisagem e olhar distante... Quem não tem cargo, nem função pública, tem que gastar um dinheirinho por conta, pagando anúncios hilários em rádios, outdoors e saites num festival de feliz dia das mães, dia dos advogados, dia do contador, dia do amigo, dia da amante, etc.

Tirando esse lado folclórico, há muita gente trabalhando para convencer, primeiro os tuxauas e pajés do partido de que eles têm chances e votos, para depois tentar convencer o povo. As "pesquisas" já começam a aparecer apontando pessoas completamente desconhecidas fora dois círculos de amizade delas como promissores futuros prefeitos ou vereadores. Há pajelança! (Ilustra Clipart sobre foto da Condecom)

Nenhum comentário: