1 de mai de 2015

DE VOLTA AO COMEÇO

Projeção do engenheiro Jorge Luiz, do Senge, para provar que está tudo errado

Na audiência pública realizada na manhã de ontem (30/04) na Assembleia Legislativa, que seria para discutir os impactos sócio-ambientais decorrentes da construção dasuzina como um todo, teve o foco apenas na questão da cheia do rio Madeira de 2014.

Ao final, o proponente da audiência deputado Jean Oliveira fez outra proposta. Que asuzina construíssem um muro de contenção na orla de Porto Velho; construíssem duas mil casas para os desabrigados da cheia de 2014 e os indenizasse por danos morais.

Voltou a velha questão de empurrar para as empresas a solução de problemas públicos, ou melhor, uma espécie de PPP em que o poder público seria (totalmente) substituído pelos empreendimentos. Assim, até eu.

Nenhum comentário: