23 de mar de 2012

MARCHA LENTA

Parece pirraça de menino buchudo. A base aliada da presidente Dilma Roussef, incluindo setores do PT, encasquetou em fazer corpo mole. Não foram votadas A Lei Geral da Copa nem a reforma do Código Florestal.
Com o recesso branco, de quinta-feira de uma semana a terça-feira da semana seguinte, os assuntos são empurrados com a barriga mais para frente. Na semana que vem a presidente e o vice-presidente viajam para o exterior. O presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS) assume a presidência da República e não vai - com certeza - agendar votações polêmicas. E tudo fica para quando abril chegar.
A presidente Dilma Rousseff está "pagando para ver", como dizem os jogadores de pôquer e se distanciando cada vez mais do jogo do "toma lá dá cá" ou "é dando que se recebe".

Nenhum comentário: