27 de mar de 2012

SORTE

Após o naufrágio, Tadeu conseguiu se salvar, mantendo-se precariamente agarrado a um pedaço de madeira. A correnteza o levou a uma ilha coberta de árvores. Ao chegar à praia, foi resgatado por nativos que o colocaram em um barco, devolvendo-o à sua terra. A partir desse dia Tadeu passou a se considerar um cara de sorte.

Outros mini contos:
Jornalista é jornalista 24h por dia
Equívoco

Nenhum comentário: