5 de mar de 2015

E AGORA?

Anunciada a cassação dos diplomas de Confúcio Moura e Daniel Pereira, como governador e vice governador eleitos respectivamente, vamos passar agora àquela fase que em São Paulo se chamaria "volume morto". Haverá uma certa demora nas tomadas de decisão, um corpo mole, uma espera do que virá. Mas a nota distribuída pelo Decom assegurar que tudo continuará normalmente, despachos, agendas, tudo. Mas todos sabemos que não é assim.

Como se não bastassem os problemas do dia a dia, aqui no Estado, agora haverá a divisão de forças para cuidar dos afazeres do cargo, sem perder de vista a defesa e as providências para recorrer da sentença em primeira instância.

Advogados da chapa de Expedito Junior/Neodi Oliveira já requerem a posse imediata do segundo colocado. Com isso reacendem as esperanças daqueles que contavam com um emprego público no Estado. Correm também para refazer as listas dos secretariáveis, presidenciáveis, diretoriáveis, assessores e etc., já que isso é inevitável.

Abaixo, nota do Decom:

À população do estado de Rondônia

O governador Confúcio Moura e o vice-governador Daniel Pereira tranquilizam a população rondoniense em relação à decisão do Tribunal Regional Eleitoral. O governador e o vice-governador afirmam que respeitam a decisão e que aguardarão a sua publicação para interposição de recurso junto ao TSE.

Ao mesmo tempo em que as providências estão sendo tomadas, seguem mantidas a agenda de governo e a continuidade do trabalho e das ações em favor dos rondonienses.

Departamento de Comunicação Social do Governo de Rondônia

Nenhum comentário: