26 de fev de 2015

É CADA UMA...

Um grupo de orientais entrou na sede do SINE Estadual, na rua Paulo Leal, por volta das 16 horas. A guardete foi ao encontro deles:
- Pois não?
Em um português enrolado, um deles perguntou (vou fantasiar a pronúncia):
- Aqui é o cine, non?
- É sim, mas já está fechado, só abre amanhã...
- Mas cine, funciona aqui a tade?
- O SINE funciona aqui, mas é de manhã, tem que pegar senha...
- Non, non... quelemos cine, cine [E fez um gesto com os braços abertos, criando uma figura geométrica, no formato de um retângulo]
Demonstrando bom conhecimento em mímica, a guardete matou a charada:
- Ah... Vocês querem ver filme...
- Isso... fime... É aqui cine?
- Não, é mais pra frente. Disse, apontando na direção do Cine Veneza.

Nenhum comentário: