13 de fev de 2015

SUPERSTIÇÃO

Há 26 anos escrevi a crônica abaixo, que foi publicado no saudoso "O Guaporé":

Sexta-feira 13

Hoje são 13, sexta-feira 13. A primeira do ano. Muitos acreditam que tudo de errado acontece neste dia. A tradição veio para o Brasil com os portugueses e passou de geração a geração a deixar muita gente apavorada e preocupada com a aproximação do dia. Felizmente para estes, este ano de 89 só tem duas sextas-feiras 13, hoje e em outubro – aliás, mês neutro para azares.
A receita para se dar bem hoje é simples. Se você levantou da cama com o pé esquerdo, deite-se de novo e tente mais uma vez. Ao tocar o pé direito no chão, aproveite e se benza. Dê uma olhada no horóscopo. Se for favorável, vá em frente, mas se houver qualquer senão, retorne para a cama.
Na hora do café, cuide para que não tenha 13 pessoas à mesa – lembre-se da última ceia de Jesus Cristo. Eram 13 pessoas e deu no que deu. Cuidado para não derramar sal na mesa. Se isso acontecer, jogue uma pitada de sal sobre o ombro esquerdo – bem no olho do Capeta!
Quando sair de casa, saia com o pé direito, pois não é bom abusar. Não passe embaixo de escadas, não deixe que nenhum gato preto cruze seu caminho. Se conseguir, coloque um galhinho de arruda atrás da orelha. É bom contra o mau-olhado.
Ao chegar ao trabalho – insisto – entre com o pé direito, sem tropeçar. Se benza cada vez que o seu chefe o chamar e rezar o “Credo”, não custa nada. No final do dia, se nada de ruim lhe acontecer, jogue na Loto, no Bicho, em qualquer tipo de aposta. Você é uma pessoa de sorte.

José Carlos Sá
Jornalista e supersticioso (Isola!)

Nenhum comentário: